Intercâmbio na Irlanda: Planejamento

Avatar do usuário TheBigSpire 1075 1 6 25
Resolvi fazer esse tópico pra ajudar quem está cogitando fazer intercâmbio na Irlanda.

Por questões pessoais, eu decidi totalmente em cima da hora, então vim para cá sem várias informações que podem ser úteis. Vou tentar repassar a vocês.

Estou morando aqui desde o final de abril.

PASSAGENS

Vim com o visto de estudante.
Por isso, ao comprar a passagem para a Irlanda, é necessário que seja de ida e volta. Como comprei em cima da hora, acabei pagando R$2560. Um amigo que foi junto comprou um mês antes e pagou R$2300 (o valor é ida + volta).
Há o esquema da passagem estudantil, que eu não tinha ciência dela antes de vir pra cá. Recomendo que dêem uma olhada antes, parece que é mais barata e a taxa de alteração na data da volta é mais barata ou mesmo inexistente. Minha taxa de alteração de data acabou ficando em U$130 (R$200), BEM cara pros padrões.

VISTO

Como meu visto é de estudante, tenho o direito de ficar aqui por 1 ano. Para conseguir o visto, é necessário comprovar €3 mil euros em depósito bancário, em conta que será aberta após a chegada ao país.
Esse um ano de visto é dividido da seguinte forma:
25 semanas = estudar na escola + permissão para trabalhar por 20 horas semanais.
25 semanas = permissão para trabalhar 40 horas semanais.
Essa sequência não precisa ser em ordem. Se tu quiser estudar 1 mês, parar 2 meses, voltar a estudar 2 meses, tu que escolhe.

Aviso: as informações de visto não estão atualizadas e leitores devem procurar em fontes oficiais oficiais.

ESCOLA

Há escolas de todos os tipos e valores. Num geral, o ensino pelo que vejo é bem parecido.
Estudo na Liffey College. É uma escola nova, tem pouco mais de 2 anos de existência.
Acredito que a estrutura seja parecida com a grande maioria das escolas de inglês para estrangeiros: É dividida nas turmas Elementary, Pre-Intermediate, Intermediate, Upper-Intermediate.
Minha escolha da escola se baseou inicialmente no preço, é claro. Como precisava de uma escola para o visto, peguei logo a mais barata. Paguei €1.000, o preço se mantém o mesmo 6 meses após.
Acabei dando sorte, talvez, pois alguns amigos pagaram mais caro em outras escolas e estão tendo aulas muito ruins, enquanto eu, após lutar bastante, finalmente tenho tido aulas muito boas e proveitosas.
Tem-se a equivocada visão no Brasil de que inglês se aprende na rua, no dia-a-dia, mas uma escola boa pode fazer TODA a diferença, e pra mim tem ajudado DEMAIS.

MORADIA

Sobre a moradia, depende do quanto você está disposto a pagar, se não se importa de dividir quarto, se quer uma zona melhor, etc...
Eu como vim pra cá com a grana meio que contada, acabei pesquisando MUITO por lugares baratos. Minha primeira casa eu pagava €200 de aluguel (dividia o quarto com mais 1). Na minha segunda casa eu pagava €160 (dividia com mais 1 também). Na minha terceira e atual casa, pago €170 por mês pra dividir com mais 3. Mas repito: Pesquisei MUITO. Normalmente quando essas vagas muito baratas surgem, elas se vão logo. Pelo que vejo, a média de aluguel do pessoal por um quarto compartilhado fica entre €200 e €250 mensais. Num quarto single, a média varia entre €250 e €350.

CUSTO DE VIDA

Depende de pessoa pra pessoa. Vivendo MUITO bem, diria que com €500 mensais se vive.
Eu já passei meses com €350 mensais. Agora estacionei na faixa de €400. Não cometo extravagâncias e nem moro no melhor lugar do mundo, mas me alimento bem e tomo minha cervejinha no fim-de-semana!

TRABALHO

Citei lá em cima como funcionam as horas semanais, mas isso muitas vezes não funciona. Os empregadores várias vezes te contratam e não querem nem saber do teu visto, te botam a trabalhar e pronto.
No mais, Sim, a crise acertou a Irlanda EM CHEIO.
Estou fechando meu 6o mês, mas em 5 meses eu já havia tido 7 trabalhos diferentes aqui.
Manager de banda de rock (vim pra cá pra tentar viver de música), Vendedor de bebidas em eventos (já assisti a vários shows de graça e ainda recebendo por isso), Assistente de Produção, Lavador de Carros, Kitchen Porter (assistente de cozinha), Professor de português pra gringos, Cleaner de escritórios.
O euro é uma moeda EXTREMAMENTE valiosa, então qualquer bico que se arruma já quebra o galho de maneira sensacional. Pra arrumar emprego aqui tá MUITO DIFÍCIL, então das 2 uma: Ou indicação de algum amigo (95% dos casos) ou sorte. Mas eu digo: MUITA sorte. Está terrível mesmo, e não é pra apavorar ninguém, é pra expor a realidade. O desemprego está na faixa de 15 a 16%, elevadíssimo. Se o teu inglês é ruim, provavelmente tu só vai achar emprego se tiver um amigo que exerça um cargo de confiança em alguma empresa.

APRENDENDO INGLÊS

Bom, creio que aqui seja o item principal, já que estamos num fórum voltado à isso.
Aprende-se inglês de diversas formas.
Meu nível de inglês quando eu vim pra cá era entre o pré-intermediário e entre o intermediário.
Minha escola no começo ajudou pouco, na época a escola estava sem professores boa parte do tempo e na turma haviam só brasileiros.
Como comecei a estudar bastante por conta, comecei a avançar sozinho, e passei de nível na escola. Lá, haviam professores e a sala era bem misturada, então me obrigava a falar inglês, já que entre brasileiros infelizmente isso dificilmente ocorre. Logo mudei de nível novamente e estou atualmente no Upper-Intermediate.

Fora a escola, há muitos e muitos jeitos de se aprender inglês, e o ideal é misturar todos eles possíveis e absorver o inglês de todos os lados possíveis. Quando eu cheguei aqui foram 2 as coisas que me quebraram a cara: o fato de haver MUITOS brasileiros por todas as partes e o fato de Dublin não ser uma cidade exatamente grande.

Como fiz pra resolver ambos os problemas:
1) Com Dublin, me acostumei. Quando se pensa em Europa acho que é consenso pensar em enormidades, megalópoles, edificações monstruosas, mas não é exatamente isso que se vê por aqui. Hoje, gosto muito da cidade, muito mesmo. Moraria aqui pelo tempo que fosse.
2) Isso é mais complicado, pois onde quer que tu vá, está sempre cheio de brasileiros. O que fazer? Sair da zona de conforto. Isso é EXTREMAMENTE difícil, mas depois que tu dá o passo adiante, tu se pergunta por que não fez isso antes. Vim pra cá com mais 4 amigos do Brasil. Moramos junto por 3 meses e meio. Decidi mudar para morar com gringos e treinar o inglês 24 horas por dia, e digo: Foi a melhor decisão que tomei. Morei com um lituano, um norueguês, um italiano e um romeno. Foi o momento que meu inglês mais evoluiu, sentia dia-após-dia o avanço.
Infelizmente tivemos problemas com o agente da casa que solicitou ela de volta, então tive que mudar. Agora, moro com mais 5 brasileiros (infelizmente) e 3 irlandeses. Tento falar ao máximo com os irlandeses, mas quando tem brasileiro no meio me decepciono, porque a grande maioria é preguiçosa e só quer saber de falar português entre si. Então, estou procurando novamente outra casa com apenas gringos morando.

Outra coisa: Meu círculo de amigos aqui é formado 90% por gringos. Mantenho alguns brasileiros porque é importante não perder o vínculo total, mas meus amigos brasileiros são os que vieram comigo e mais 2 ou 3. De resto, gringos e mais gringos, para praticar o inglês. E são tão amigos quanto meus amigos do Brasil, se não mais!
A partir da minha 2a casa, passei a contar com televisão (na 1a casa não tínhamos). É outro fator excelente pra melhorar o listening, pois o assunto entre os colegas de casa uma hora acaba, mas a TV estando ligada o ouvido treina o tempo todo.

Eu resumo, uma coisa curiosa foi que eu me equivoquei pois, assim como a grande maioria das pessoas, achei que seria mais fácil e curta a trajetória até a fluência. Mal sabia eu - e todos os equivocados - que este é um caminho de anos e anos de estudo e prática. Passado o choque inicial, estou satisfeito. Tenho tido uma evolução legal, mas por estudar bastante e sempre estar tentando absorver a língua inglesa de todas as formas possíveis.

É engraçado porque conheço brasileiros que estão aqui há mais de 3 anos e não falam NADA (sem exageros, NADA MESMO) de inglês. Ficam só em círculos de brasileiros, tem vergonha e/ou preguiça de falar inglês, não estudam... SAIA DA ZONA DE CONFORTO!

Acho que é isso, galera!
Tentei fazer um resumo de tudo que já vi por aqui nesses 6 meses de vivência na Irlanda.
Se lembrar de algo mais, acrescento em seguida.
Se alguém tiver dúvidas, estamos aí!

Grande abraço.

Mais Votada Mais Votada

Avatar do usuário andreia_brasil 55 1 1
ferpinoli cuidado com o que o pessoal de agencia fala, eles querem é vender o pacote e por isso vao pintar as coisas mais bonita possiveis!

Eu morei na Irlanda mas nao em Dublin justamente pra fugir dos brasileiros, entao nao olhe só pra Dublin. Existem outras cidades lá melhores - na minha opiniao - para se morar. Emprego está dificil em todo lugar, até no Brasil. A diferença da Irlanda pro Canada ou Australia, é que o visto é bem mais facilitado e se voce pega curso de 1 ano (6 meses + 6 meses ferias) voce pode trabalhar.
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário Telma Regina 22765 9 58 571
B S, muito bom você compartilhar sua experiência aqui. Vai ajudar muita gente.
Morei na Inglaterra, não como intercambista, mas sei exatamente à que você se refere quando fala de brasileiros que moram lá e não falam nada de Inglês.
Eu passei três anos em Brighton and Hove e adquiri fluência vivendo entre os britânicos sem conversar com nenhum (ou quase nenhum) brasileiro e aconselho meus amigos que vão para lá estudar ou trabalhar a fazer o mesmo.
Gostei muito da sua postura com relação ao estudo do Inglês, afinal você está aí prá que?
Olá, tudo bem com vocês?
Nossa, fiquei muito feliz por encontrar um post tão completo sobre intercâmbio para Dublin.
Você ainda está na Irlanda?
Eu pretendo fazer meu intercâmbio agora em janeiro e já tinha descartado a Irlanda pela dificuldade de conseguir emprego, mas fui ontem em uma agência e o atendente jura que é possível conseguir.
Ei disse a ele que poderia ser Canadá e Austrália também, e ele ainda sim disse para eu não desistir da Irlanda.
Eu nem pensava na ilha, uma vez que morria do medo da quantidade de brasileiros e da impossibilidade de conseguir trabalho.
Mediante tudo isso, o que você consideraria? Gostaria de ouvir sua opinião.
Abraços e boa semana!
Avatar do usuário TheBigSpire 1075 1 6 25
Hey ferpinoli, valeu!
É pra tentar ajudar a galera a ter o auxílio que eu não tive na minha vinda!

Cara, como eu falei 1 mês atrás, o quadro ainda não mudou: A situação está MUITO difícil.
A não ser que tu venha com um nível de inglês quase fluente, ou tenha sorte, ou algum amigo que te coloque dentro de alguma empresa, tu vai ter que ralar pra caramba pra conseguir.

Eu sei que na Austrália tá barbada de conseguir emprego porque tenhos amigos lá e saem dum emprego num dia e no outro estão empregados, mas aqui tá o oposto disso. Se a tua questão é meramente emprego, pensa bem antes de vir (ou vem com uma reserva extra de grana).
BigSpire, parabéns pelo post, um dos mais completos que já li sobre intercâmbio na Irlanda...

Pessoal, já que vocês tem experiencia no assunto, gostaria de sua opinião sobre um intercâmbio de apenas 4 semanas que é oferecido pela maioria das agências. Meu nível de inglês acredito que seja intermediário. Vocês acreditam que dá pra aprender alguma coisa em tão pouco tempo?

É isso aí... valeu pessoal.
Este valor de 1.000,00 euros, é o curso todo (1 ano) ou mensal?
Avatar do usuário TheBigSpire 1075 1 6 25
Eduardo Hirata escreveu:BigSpire, parabéns pelo post, um dos mais completos que já li sobre intercâmbio na Irlanda...

Pessoal, já que vocês tem experiencia no assunto, gostaria de sua opinião sobre um intercâmbio de apenas 4 semanas que é oferecido pela maioria das agências. Meu nível de inglês acredito que seja intermediário. Vocês acreditam que dá pra aprender alguma coisa em tão pouco tempo?

É isso aí... valeu pessoal.

Cara, isso sobre tempo é bem relativo!
Mas se é pra vir de tão longe (Brasil) acredito que tu deveria tentar ficar mais.
No meu caso, 4 semanas foi bem pouco!


Maximiliano Guzensk escreveu:Este valor de 1.000,00 euros, é o curso todo (1 ano) ou mensal?

Esse valor de €1000,00 é pelos 6 meses de curso (o mínimo que o governo exige para que o visto seja concedido).
Que bom encontrar um tópico como esse aqui no fórum.
Estou muito a fim de fazer intercâmbio na Irlanda também, mas mesmo sendo um dos mais baratos que tenho encontrado em relação à outras cidades, ainda fica fora da minha situação financeira atual ir por um agência. :P
Estou considerando muito a possibilidade de ir por conta própria. Quanto você acha que é preciso ter em média pra ir sem agência?
E o que você considera como prioridade das coisas que preciso fechar antes de embarcar (além de fechar com a escola, claro).
MENSAGEM PATROCINADA Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo patamar.

Clique aqui para conhecer o curso!
Avatar do usuário andreia_brasil 55 1 1
Madeinsertao, posso dar minha opiniao. Voce pode ir sem agencia sim e muita gente faz. O que voce precisa tomar cuidado é se a escola é confiavel. Quando voce fecha direto com a escola voce fica meio sem apoio caso aconteça problemas, como por exemplo, a escola fechar (acredite, já vi 2 casos de escolas fechando em 1 ano).

Passagem aerea, VTM e seguro saude voce tb faz por conta propria sem problemas. Só pesquisar bem. Indico 100% a KLM e recomendo nao ir pela Iberia.

Eu fui por agencia apenas para garantir que eu teria respaldo caso acontecesse alguma coisa. Mas mesmo assim eu entrei em contato com a escola ANTES de fechar com a agencia, pra saber se realmente a escola trabalhava com aquela agencia (alem claro de todas as pesquisas em orgaos competentes brasileiros sobre a agencia).

Mas tem coisas que vai depender de quanto tempo voce ficará la, por exemplo, menos de 3 meses voce pega visto de turista ai nao precisa de algumas outras coisas.

Pesquise agencias nao tao famosas porque elas acabam cobrando muuuuito mais caro por trabalhar com X,Y,Z escolas. Eu mesmo no começo quando estava pesquisando sobre intercambio, tomei um baita susto com os preços. Dai fui pesquisando ate chegar na minha realidade.

Boa sorte e nao desista ! =)