Michael Jackson vive!

Michael Jackson está vivo – esta talvez seja a manchete que todos gostariam de ouvir neste momento. Imagine a famosa vinheta da Globo, aquela que na maioria das vezes noticia desastres, anunciando agora que a morte do Rei do Pop foi a maior jogada de marketing da história da humanidade. Que todo esse alvoroço, foi apenas para lançar um novo álbum, uma releitura de thriller. Infelizmente não é!

Desde o anúncio da morte de Michael Jackson, venho pensando porque ele se tornou um ídolo mundial. Ele foi um gênio da música e da dança, disso ninguém duvida. Porém atribuo o seu sucesso também ao tempo em que ele viveu, os incríveis anos 70 e 80. Naquela época comprávamos LPs e ouvir música era uma celebração, lembro ainda criança quando a gente se reunia para ouvir música. Por essas e outras que Michael foi recordista de vendas, coisa que nunca mais vai acontecer, ninguém mais compra CD.

Ah! Lembra dos clipes? Antes da internet, todo mundo ficava esperando chegar o domingo pra assistir no Fantástico. Lembro até hoje quando Black or White foi anunciado para a próxima semana, a Globo nos enrolou 1 semana pra passar o clipe que havia sido exibido nos EUA. Hoje se eles fazem isso todo mundo assiste no youtube em segundos. Aquela seqüência onde uma pessoa se transforma em outra foi um alvoroço na época, ninguém nunca tinha visto nada parecido.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Eu não vou nem falar de Thriller, basta assistir abaixo ao vídeo com partes do MAKING OF do clipe que revolucionou a indústria da fonográfica. Na época esse material era algo inalcançável para nós, meros mortais.

Foi assim quando morreu Ayrton Senna, foi assim quando Renato Russo se foi e está sendo assim com Michael Jackson. Quando um ídolo morre, parece que um pouco da gente também morre junto. Pense bem, quem nunca se imaginou dançando no palco como Michael Jackson, guiando uma McLaren F1 vermelha igual a Senna ou cantando como Renato Russo. Por isso que choramos a morte de pessoas que nem conhecemos pessoalmente, porque no fundo nos colocamos no lugar desses caras em seus momentos de glória e por alguns segundos somos eles nem que seja na imaginação. Por isso digo que Michael Jackson sempre viverá em nossas memórias.

É isso aí galera, see you tomorrow!

Alessandro

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Ensino a Distância (EaD).

Mostrar 24 comentários