Visto americano: como foi a minha experiência

Depois de um longo e tenebroso inverno consegui pegar meu visto de turista no consulado americano em São Paulo. É, sim, burocrático, trabalhoso e caro. Hoje vou contar para vocês, queridos leitores do English Experts, como foi a experiência.

Para começar você tem que entrar no site do consulado, preencher um questionário enorme que vai levar umas duas horas, sério! Eles perguntam de tudo, mas de tudo mesmo, como onde você vai ficar, se você tem parentes nos Estados Unidos, seus dois últimos empregos etc. Você tem que enviar uma foto online no padrão aceitável deles, de preferência 5×7 com fundo branco.

Feito todo esse processo você recebe a confirmação de reserva do pedido de visto e é encaminhado a um outro site para fazer o agendamento da entrevista. O agendamento custa R$38,00 e é pago online ou por boleto. Também se paga uma taxa de US$140.00 no Citibank e o comprovante tem que ser o original. Com tudo agendado fui me munir dos documentos necessários: extratos bancários, declaração do imposto de renda, documento do carro, escritura da casa, ou seja, tudo que indique que você tem condições de bancar a viagem e a garantia de que você vai voltar para o Brasil.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Agora a parte mais interessante: o dia da entrevista. Minha entrevista estava marcada para as 10 da manhã. Cheguei no consulado americano às 9h30 e fiquei perplexo com o tamanho da fila e o tanto de gente que tinha. Antes de você entrar alguns atendentes ficam no portão pedindo a confirmação do seu agendamento. Como fui tratado como prioridade (sou paraplégico), meu processo foi acelerado.

Uma funcionária pegou meu passaporte, recibo do depósito, foto e a confirmação do pedido de visto, que tem que ser impresso em impressora à laser, senão não lê o bendito código de barra. Na frente do consulado tem um barzinho onde tem acesso à Internet e serviço de impressão. Se não leu o código de barra, danou-se e você tem que imprimir outra vez o documento e ir para o final da fila.

Fui então encaminhado para o detector de metais, eles passam tudo, inclusive sua carteira pelo detector. Feito isso a funcionária foi pegar uma senha para mim pois o próximo passo seria pegar minhas impressões digitais. Esperei uns 20 minutos após ver meu número num dos monitores que ficam espalhados pela galpão onde é feito todo esse processo. Isso mesmo, é um galpão enorme com telha Eternit, baixa, um calor terrível. Não vi se tinha banheiro por ali, nem bebedouro de água.

Uma atendente americana super simpática tirou minhas impressões digitais e fui encaminhado para “a” entrevista. O entrevistador me perguntou o motivo da minha visita, quanto tempo eu ia ficar, se eu tinha parentes nos Estados Unidos, minha profissão e quanto eu ganhava. Digitou as informações no computador e disse: “Seu visto de turista foi concedido”. Depois disso você sai desse galpão, se dirige a uns guichês onde paga uma taxa de R$22,00 para eles enviarem o passaporte com o visto para o seu endereço e dizem que chega de 7 a 10 dias.

Todo esse processo durou 50 minutos e pelo o que eu vi ali, algumas pessoas ficam de 2 a 4 horas para cumprir todos os trâmites para a emissão do visto. Não me pediram nenhum documento para comprovar nada e a entrevista em si durou menos de dois minutos. Há pessoas que vão desavisadas e não levam foto ou tem que imprimir novamente a confirmação, mas por sorte tem um serviço de fotos ali e de impressão do outro lado da rua.

No cômputo geral eu fui muito bem atendido pela equipe do consulado americano em São Paulo e se você pretende viajar para os Estados Unidos, comece a se programar com no mínimo seis meses de antecedência, se for tirar o visto em São Paulo.

Você já tirou visto americano? Como foi sua experiência?

Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo nível. Clique aqui e saiba como.

Aguardo comentários!

Adir

Adir Ferreira

Adir Ferreira é professor e tradutor de inglês e espanhol há 22 anos. É responsável pelo blog de língua espanhola da empresa americana Transparent. Trabalha com educação corporativa, treina professores e ministra workshops sobre metodologia.

Mostrar 74 comentários