Algumas diferenças entre o Inglês Americano e o Inglês Britânico

O professor Canadense Steve Ford nos explica esta semana sobre algumas diferenças entre o Inglês Americano e o Inglês Britânico. Steve nos conta um pouco da sua experiência de ensino de Inglês como segundo idioma no Canadá, na França e no Brasil:

“Ensinando Inglês tanto no Canadá, quanto na França e no Brasil trabalhei tanto para escolas britânicas quanto americanas. No Brasil, por exemplo, cada escola ensina somente o Inglês americano ou somente o Inglês britânico. Nunca ambos. Assim sendo, eu pude observar no Brasil um fenômeno bastante interessante: muitos alunos que buscavam um conhecimento mais amplo, escolhiam estudar durante seis meses em uma escola americana e, no semestre seguinte, esses mesmos alunos atravessavam a rua e passavam a estudar em uma escola britânica. É muito importante destacar que não existe certo ou errado em se tratando das diferenças entre o Inglês britânico e o americano. Eles apenas são diferentes, assim como o Português do Brasil é diferente do Português de Portugal. Ambos são corretos e ambos são semelhantes, mas cada um contém suas peculiaridades em termos de gramática, vocabulário e pronúncia.

Já quando morei na França, observei outro tipo de realidade: nas escolas onde ensinei em Paris, eu trabalhei eles ensinando o Inglês britânico e o americano ao mesmo tempo. Desse modo, os franceses levam grande vantagem, pois têm a oportunidade de compreender melhor as diferenças e similaridades entre ambos. Isso é muito importante, principalmente no mundo globalizado em que vivemos, no qual estamos cada vez mais em contato com pessoas de todas as partes do mundo. Saber falar e entender apenas o Inglês britânico ou apenas o americano já não é mais uma opção interessante.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Basta falar com os meus alunos no Brasil, da Rússia, de Portugal, da Alemanha, da Franca, da Itália, da Coréia, do Japão, da Polônia, da Turquia, etc. Todos eles, sem exceção, me falam sobre as dificuldades que têm de lidar com pessoas que falam tanto Inglês Britânico quanto Americano, em especial nas universidades, no universo da internet e no mundo dos negócios.

No vídeo abaixo, Steve esclarece algumas dúvidas a respeito das diferenças entre o Inglês britânico e o americano.

Take care!

~ Steve Ford ~

Alessandro

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Ensino a Distância (EaD).

Mostrar 23 comentários