O Inglês Britânico e o Americano em choque

Caros leitores do English Experts! Sou professora de inglês há quase 10 anos, me formei em letras há pouco tempo e trabalho com tradução. Nunca tinha viajado para o exterior e conseguia me virar muito bem com o que eu sabia de inglês. Acontece que sempre estudei o inglês americano e sempre tive um certo desprezo pela pronúncia do inglês britânico.

Acontece que agora estou aqui no Reino Unido, mais precisamente no País de Gales. Cheguei há quase um mês, e acreditem, me choquei com tantas diferenças, não só de culturas, mas também com a pronúncia e os termos que diferem no inglês americano e no britânico.

Sendo assim, no segundo dia no País de Gales, fui à cidade para me adaptar ao clima e às pessoas. Fiquei chocada quando percebi que eu não entendia as pessoas e elas muito menos a mim. Depois de alguns dias e de assistir muita TV a cabo compreendi que tudo o que eu havia estudado só se aplicava ao inglês americano. Ou seja, quando eu assistia aos programas americanos eu conseguia compreender muito bem, mas quando eu tentava assistir a um programa, por exemplo de origem britânica, era quase que impossível a compreensão. Eu me senti ignorante nesses momentos.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Barmouth: País de GalesDepois de refletir bastante, de me comunicar com muitas pessoas (amigos de diferentes países) e perceber os sotaques e pronúncias, fiquei mais tranquila. Decidi treinar os meus ouvidos para a pronúncia, as novas expressões e palavras específicas do inglês britânico. Por exemplo: passei a usar elevator para elevador e aqui tive que me acostumar com a palavra lift.

Enfim, agora me acostumei e consigo me comunicar bem, o que só compreendi após analisar as diferenças culturais do idioma, ou seja, é como se fossem dois idiomas em apenas um. Eles aqui no País de Gales assim o consideram. Alguns ingleses afirmam que o inglês dos Estados Unidos é muito diferente do que eles falam no Reino Unido. Posso dizer que não é fácil ser uma professora que não estava preparada para as mudanças que encontraria nas terras da Rainha.

See you!

Sobre a Autora: Antônia Sales, licenciada em letras-inglês, professora de inglês (desde 2004) e tradutora. Responsável pelo blog TrueEnglish e com experiência de ensino no Reino Unido.

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi escrito por um Autor Convidado do English Experts. Confira o nome do autor no rodapé do texto acima. Seja um colaborador, clique aqui e saiba como participar.

Mostrar 67 comentários