Dicas para Professores de Inglês: Parte I

Dicas para Professores de Inglês: Parte I

Hoje começamos uma série de artigos direcionados aos professores de inglês. Além de professor e tradutor, também trabalho com treinamento de professores, tanto de docentes de escolas regulares (ensino fundamental I/II até médio) quanto de institutos de idiomas. Durante estes anos de treinamento percebi que uma reclamação recorrente é: “Como estudo para aperfeiçoar meu inglês?”. Como diz a expressão, “muitos professores passam muito tempo serrando e se esquecem de afiar a serra”, vamos, então, começar esta série de artigos com algumas dicas para você, professor, melhorar seu desempenho linguístico e aproveitar mais o tempo de estudo.

DICA 1: Voice-over

Desde os anos 50, atividades de escuta e repetição têm sido muito populares. Porém, uma variação de tal atividade produz resultados muito positivos que ajudam, não somente na audição, como também na fluência oral.

Faça um teste e descubra seu nível de inglês em 15 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores e linguistas certificados. O resultado sai na hora e com gabarito.
Iniciar o Teste Online!

* Escolha um monólogo gravado, de velocidade e dificuldades médias. Ouça uma vez para compreensão geral.

* Quando você for ouvir pela segunda vez, não pare o áudio. “Duble” o monólogo depois do locutor, com um atraso de não mais do que duas ou três palavras. Caso você erre (o que certamente vai acontecer) não pare e se corrija. Alcance o locutor e continue.

* Depois que você tiver feito isso com os monólogos, tente fazer com diálogos.

Algumas palavras do inglês e do português se parecem, mas têm significados diferentes! Faça o download do guia da English Live e aprenda sobre e quais são os principais False Friends.
Download do Guia em PDF - Grátis!

DICA 2: Soe mais nativo que os nativos!

Geralmente, alunos adultos tendem a ter resistência em imitar a pronúncia nativa. Como professores brasileiros, também não somos exceções pois tememos parecer “esquisitos” se o fizermos. O desafio é: por que não tentamos quebrar tal barreira usando o exagero e a auto-ironia?

* Escolha um texto gravado, de preferência um com várias vozes, como uma peça teatral. Depois de ouvir uma vez, identifique os personagens: sua profissão, idade e sexo, sua relação um com o outro, etc.

* Toque o áudio de novo, frase por frase desta vez. Repita cada frase exatamente como ela foi pronunciada, mas tente exagerar na atuação. Por exemplo, seja mais pretensioso que o personagem A, mais ameaçador que o B, mais histérico que o C, etc. Mas acima de tudo, exagere na pronúncia – soe mais nativo que os personagens!

Referência: The non-native teacher, Peter Medgyes, Macmillan Publishers

Adir

Adir Ferreira

Adir Ferreira é professor e tradutor de inglês e espanhol há 22 anos. É responsável pelo blog de língua espanhola da empresa americana Transparent. Trabalha com educação corporativa, treina professores e ministra workshops sobre metodologia.

Mostrar 7 comentários