A vida de um Brasileiro em Londres

Vejo muitas pessoas que desejam fazer intercâmbio para aprender um novo idioma, conhecer lugares e fazer amigos. Uma das coisas que mais me chamou a atenção é a dificuldade de encontrar informações sobre alguns destinos.

Hoje em dia é possível ter um conhecimento prévio sobre o local que desejamos visitar, porém muitas vezes somos enganados por tantas informações cruzadas e vagas que encontramos na internet. Pensando nisso resolvi fazer uma breve entrevista com um amigo que vive há alguns anos em Londres, fiz algumas perguntas típicas de um mochileiro de primeira viagem.

Olá Rodolpho, tome a liberdade de se apresentar.
R: Meu nome é Rodolpho, tenho 21 anos, nascido em Maringá – Paraná. Moro em Londres na Inglaterra com minha família.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Há quanto tempo você vive fora do Brasil?
R: Eu vivo fora do Brasil há três anos e meio.

Porque a Inglaterra?
R: Escolhi a Inglaterra, porque meu pai já morava aqui há alguns anos e ele falava que era muito boa a qualidade de vida etc. Então eu e minha mãe viemos morar na Inglaterra.

Qual foi a sua maior dificuldade com o idioma?
R: A maior dificuldade foi quando eu cheguei e não sabia nada de inglês. Tive que aprender na marra enquanto estava na escola, aprendendo no dia-a-dia, às vezes as pessoas davam risada.

Qual é a dica que você deixa para as pessoas que pensam em sair do seu pais de origem e se aventurar em outro pais sem conhecer o idioma nativo, seja para trabalhar, estudar, intercâmbio?
R: Tenha um bom plano, uma boa quantia de dinheiro pra levar, e esteja preparado a se adaptar a cultura de outros países, e não tente impor a sua em outros lugares que não seja o seu pais. Se não for para estudar ou ficar legalmente não vale a pena se arriscar, pois um ilegal aqui não tem direito nem a assistência médica, não tem direito a nada. Todo começo é difícil, mas com o tempo você vai se adaptando e tudo fica bem. E lembre-se morando fora um dia, um mês, um ano, dez anos. Você sempre será visto como um estrangeiro independente de cidadania europeia, nacionalidade, raça, cor.

Você encontra muitos brasileiros nas ruas?
R: Antigamente tinha mais brasileiros, hoje em dia o numero é bem menor, mas ainda tem muito brasileiro por aqui.

Você ainda sente alguma dificuldade para se comunicar ou entender os nativos mesmo morando fora por bastante tempo?

R: Apenas no sotaque, algumas palavras são difíceis de falar, mas apenas isso.

Tendo estudado também no Brasil, você pode nos dizer um pouco sobre as principais diferenças no ensino comparando os dois países.
R: O ensino brasileiro é focado na profissionalização das pessoas que já estão na faculdade, enquanto os ingleses investem e focam na profissionalização dos jovens que tem idade média de 16 anos, que estão no famoso college, que equivale ao ensino médio no Brasil. Eles investem na profissionalização antes da faculdade não durante ou depois!

O que você gosta de fazer quando tem tempo livre?
R: Sair, conhecer lugares novos, museus, essas coisas.

Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo nível. Clique aqui e saiba como.

Obrigado pela participação. Sucesso!

Sobre o Autor: Lucas tem 19 anos, atualmente trabalha como Agente de soluções em uma empresa de assistência médica internacional, dando todo o suporte necessário aos clientes internacionais que na sua maioria são americanos e britânicos.

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi escrito por um Autor Convidado do English Experts. Confira o nome do autor no rodapé do texto acima. Seja um colaborador, clique aqui e saiba como participar.

Mostrar 5 comentários