Dica de pronúncia: The Silent “e” Rule

The Silent e RuleComo todos sabemos, a língua inglesa carece de regras de pronúncia. Temos que conhecer muito bem as palavras para pronunciá-las corretamente, sem contar as diferenças existentes no inglês falado em seus países de origem. Mas existe uma regra, na qual há poucas exceções, e que pode ajudar a melhorar muito a sua pronúnciaa regra do “e” silencioso, the silent “e” rule

O inglês escrito tem 5 vogais A, E, I, O, U. A letra Y pode se comportar como uma vogal (como na palavra “cry” ou “candy”) ou uma consoante (como em “yellow”). Já no inglês falado, essas 5 ou 6 letras representam aproximadamente 20 sons de vogais encontrados nos diferentes sotaques ingleses. Esse fato importante ajuda a explicar por que o entendimento é algumas vezes difícil entre os falantes nativos e ainda muito mais difícil para os aprendizes da língua inglesa.

Essa regra facilita a pronúncia correta das palavras que terminam com a letra “e”, que, por sua vez, é a letra mais comum na língua inglesa. A letra “e” no fim de uma palavra indica, frequentemente, uma pronúncia específica da vogal precedente, ou seja, o “e” silencioso muda a pronúncia da vogal precedente, como na diferença entre “rid” /ˈrɪd/ e “ride” /ˈraɪd/. Há poucas exceções à essa regra. Essa diferença é frequentemente descrita como “short vowel” (vogal curta) e “long vowel” (vogal longa), apesar das diferenças serem mais no som do que na duração da pronúncia. Essa é uma maneira de acentuarmos as vogais em inglês. Em português, por exemplo, fazemos o uso de acentos, que mudam o som das vogais facilitando a pronúncia das palavras. Em inglês isso não acontece, pois não há acentuação, com exceção de algumas palavras originárias de outras línguas, como por exemplo, “sauté potatoes” (do francês “sauté“).

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Observe como o som das diferentes vogais mudam nas palavras descritas a seguir, levando em conta palavras com similaridade na escrita, mas com significados distintos, para melhor entendimento dessa regra:

Palavras com a vogal “a”. O som da vogal precedente “a” muda para “ei” quando a palavra termina em “e”. Exemplos:

Ouça o áudio

  • at – ate
  • mad – made
  • bath – bathe
  • fat – fate
  • Jack – Jake 
  • rap – rape
  • tap – tape
  • mat – mate
  • can – cane
  • dam – dame
  • hat – hate
  • past – paste
  • Exceção: have /hæv/

Palavras com a vogal “a” quando a palavra em inglês termina em “re”, o pronúncia da vogal precedente “a” muda para “é”. Exemplos:

Ouça o áudio

  • car – care
  • bar – bare
  • far – fare
  • war – ware
  • star – stare
  • tar – tare
  • Exceção: are /ar /

Palavras com a vogal “i”. O som da vogal precedente “i” muda para “ai”. Exemplos:

Ouça o áudio

Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo nível. Clique aqui e saiba como.

  • rid – ride
  • win – wine
  • pin – pine
  • bit- bite
  • kit – kite
  • fill – file
  • sit – site
  • rip – ripe
  • spit – spite
  • lick – like
  • Exceções: give /gIv/, live /lIv/

Palavras com a vogal “o”. O som da vogal precedente “o” muda para “ou”. Exemplos:

Ouça o áudio

  • not – note
  • rob – robe
  • ton – tone
  • top – tope
  • roll – role
  • dot – dote
  • cot – cote
  • mop – mope
  • cop – cope
  • Exceções: done /dən/, love /ləv/, none /nən/, gone /ɡɒn/, some /səm/

Palavras com a vogal “u”. O som da vogal precedente “u” muda para “”. Exemplos:

Ouça o áudio

  • us – use
  • cut – cute
  • fuss – fuse (“s” com o som de “z” em “fuse”)
  • plum – plume
  • tub – tube
  • luck – Luke
  • duck – Duke
  • hug – huge 
  • Exceções: sure /shUr/, curve /kərv/

Algumas palavras comuns são exceções à essa regra por razões históricas. No inglês arcaico, por exemplo, give /ɡɪv/), love (/lʌv/), eram escritas com “f” ao invés de “v” (/f/ mudou para /v/ quando estava entre duas vogais: give – giefan, love – lufu).

Note que o “e” silencioso não é somente usado nas formas descritas acima, mas também com verbos, onde há também pouquíssimas exceções. Nos verbos regulares (que terminam em “ed” na forma do passado), o “e” em “ed” também não é pronunciado. Exemplos: talked, walked, kicked, played, stayed, opened, closed etc. Muitos pronunciam erroneamente esses verbos acrescentando um som de “e” em “ed” que não existe na pronúncia correta do inglês.

Ouça o áudio com os verbos:

Hora de praticar

E agora, você leu tudo isso, entendeu como o código escrito serve para indicar a pronúncia diferenciada, mas fica pensando, “Como que eu vou internalizar tudo isso? Como posso praticar para automatizar essa regra?” Uma maneira é construir frases simples contendo um par de palavras, e praticar a pronúncia em contexto. Por exemplo:

Ouça o áudio

  • at – ate (He ate at the table.)
  • mad – made (This mad world made him sad.)
  • bath – bathe (I go to the bath to bathe.)
  • fat – fate (His fate was to be fat because he ate too much.)
  • Jack – Jake (Jack and Jake ate like mad.)
  • not – note (We did not take note of his name.)
  • star – stare (I’ll stare at the sky just looking for a star.)

Ouça o áudio

“Luke Luck likes lakes.
Luke’s duck likes lakes.
Luke Luck licks lakes.
Luck’s duck licks lakes.
Duck takes licks in lakes Luke Luck likes.
Luke Luck takes licks in lakes duck likes.”

Em seus comentários abaixo, sugira frases úteis desse tipo, para praticar a leitura e adquirir facilidade na escolha da pronúncia correta em cada caso. E depois você poderá construir o seu próprio compêndio de frases para praticar e, consequentemente, melhorar cada vez mais sua pronúncia. Lembre-se que quanto melhor for sua pronúncia muito mais facilmente você reconhecerá as palavras em inglês e, consequentemente, melhor será o seu entendimento do inglês falado.

Enjoy your studies!

Referências:

Sobre a Autora: Telma Regina sempre gostou da língua inglesa, começou a estudar quando criança e nunca mais parou. Morou na Inglaterra por três anos e hoje colabora com a comunidade do English Experts nas horas vagas.

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi escrito por um Autor Convidado do English Experts. Confira o nome do autor no rodapé do texto acima. Seja um colaborador, clique aqui e saiba como participar.

Mostrar 31 comentários