O relato de uma Americana que morou no Brasil

Oi pessoal, depois da polêmica de ontem, eu gostaria de ter encerrado o assunto sobre o filme “Turistas”, mas diante do comentário feito por uma Americana que já morou no Brasil isso é impossível (vocês vão entender). Portanto vamos aproveitar este comentário para aprender inglês. Leia com atenção o texto original e a tradução.

Texto original:

When I think of Brazil, I think of beautiful beaches and good food. I think of the botanical garden with its lovely flowers and grand old majestic trees. I think of the lake with its outdoor restaurants with musicians who sing and play romantic music. I think of the numerous taxis and of the busses that act like taxis. You only have to raise your hand to call them. They stop every where; they even stop en route where there is no bus stop. This never happens in the US. I also think of beautiful walks along the beaches and of the sunsets seen from the mountains or the rocks by the sea. I think of swimming in the warm sea and of sunny days. And of the people that fill the beaches, streets, cafés and churches. All of these things I love. But I love them even more for having lived them with my beloved husband, who with all love and tenderness, turned every day into a treasured memory.

Receba aqui um prêmio que vai ajudar você a falar inglês!

Clique aqui e acesse!

Tradução:

Quando penso no Brasil, penso em lindas praias e boa comida. Penso no Jardim Botânico com suas flores lindas e árvores grandes, velhas e majestosas! Penso na Lagoa, com seus retaurantes ao ar livre – com artistas (populares) que cantam e tocam músicas românticas. Penso nos táxis numerosos e nos ônibus que, tal qual táxis, para os pegar, basta a gente levantar a mão, chamando-os . Param mesmo fora do ponto e da rodoviária . Isso não aconteceria nos USA. Lembro, também, das feiras ao ar livre, onde podemos comprar legumes e frutas frescas. O abacaxi do Brasil é mais doce que o dos EUA. Pelo menos do que aqueles daqui onde moro. Recordo os passeios lindos que fiz ao longo da praia e o por do sol observado da montanha ou dos penhascos à beira mar. Penso estar nadando no mar de águas cálidas e recordo os agradáveis dias ensolarados. E na gente que enche as praias, as ruas, os cafés e as igrejas. Todas estas recordações, eu as amo. Mas as amo ainda mais por tê-las vivenciado com meu bem amado esposo. Com todo seu amor e ternura ele fez, de cada dia, um tesouro de lembranças afetivas.

Mary, obrigado por suas palavras. Acredito que nem um brasileiro seria capaz de descrever melhor o seu país. Você é, com certeza, a Norte Americana mais Brasileira que conheço. (You are certainly the most Brazilian North American woman that I know)

Hugs.

Texto original: Mary Ziller (native English speaker)
Colaborador: Nóe (Tradução)

Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo nível. Clique aqui e saiba como.

Alessandro

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador caseiro do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

11 comentários

  • 28/11/06  
    clev@o diz: 1

    Este texto e realmente lindo é muito útil para estudar o inglês… Mas é a descrição do Brazil dos Turistas, não o Brasil de verdade…

  • 28/11/06  
    Anonymous diz: 2

    Não me recordo de ter visto no texto em inglês essa parte: ‘Lembro, também, das feiras ao ar livre, onde podemos comprar legumes e frutas frescas. O abacaxi do Brasil é mais doce que o dos EUA. Pelo menos do que aqueles daqui onde moro.’
    Na época, fiquei estagnecido pelo episódio que a FOX produziu da série “Os Simpsons”sobre o Brasil, sabendo que o objetivo de tal série é sempre o humor e o sarcasmo e por mais que tenhamos problemas no Brasil, dói ver os outros tirando sarro disso, mas dessa vez foram longe demais. Uma coisa é humor, sátira, outra coisa é denegrir a imagem de um país tão bonito.
    Mary está de parabéns por relatar tão belas palavras sobre nosso país, acredito que esse é o pensamento da maioria dos turistas.

    Alessandro, Parabéns pelo Blog!

    Damaceno

  • 28/11/06  
    Alessandro Brandão diz: 3

    Damaceno, obrigado pelo apoio! Só explicando a frase que não está no texto em Inglês. A Mary é Americana mas está aprendendo Português, acho que ela inseriu esta frase quando estava fazendo a tradução junto com o Noé! Como o texto é de autoria dela eu preferi não alterar nada.

    Valeu,

    See you!

  • 30/11/06  
    Carlos Aquino diz: 4

    mais uma que pensa que o Brasil é pura praia … tsc tsc tsc … por isso morrem no RJ !

  • 22/01/07  
    Clea Martins diz: 5

    Vestimos a carapuça…e parece que ela serve.
    Infelizmente não será só esse filme que maculará a imagem do Brasil, mas as notícias que o acompanham, de uma realidade de problemas sociais e de todas as consequências que esses problemas causam todos os dias. Boicotar o filme, que não surprende em nada, já que nada mais mostra do que a visão distorcida e exagerada que geralmente esse tipo de filme tem, não solucionará em nada o que está errado por aqui. Deveríamos é tentar mudar o nosso País, pois a ficção está só exercendo um dos papéis que lhe cabe, entreter. Por isso, ao invés de boicotar o filme, que tal iniciar uma campanha de vigilância ao trabalho do governo? Os resultados podem ser bem reais.

  • 04/02/08  
    valter diz: 6

    achei estranho o abacaxi também. rsrs

    Ah, so lembrando. Você ganhou mais um leitor. É incrivel mas, ontem, devo ter ficado umas 5 horas lendo os posts. Hj devo até ter passado disso.

  • 04/02/08  
    Alessandro diz: 7

    Valter,

    Obrigado pelo comentário. É muito bom saber que o nosso trabalho lhe agrada. Go ahead my friend!

    Abraço,

  • 16/09/08  
    Sônia Freire diz: 8

    Nós estamos acostumadas com a beleza do nosso país que muitas vezes com a correria do dia a dia deixamos percebe-la . Quando viajamos prá fora e ao voltar notamos como é maravilhoso estar aqui.

  • 16/09/08  
    Patricia diz: 9

    Faço minhas as suas palavras , Sônia … ;)
    Tive a oportunidade de visitar Paris no inverno e a primeira coisa que senti profundamente nos 3 meses de estadia não foi a diferença cultural , o povo , os hábitos… foi a ausência do verde !Não era nenhuma ativista , botânica ou mesmo observadora da Natureza , mas é estranho nunca ter me dado conta ou devida importância do quanto é bom ver as flores e o verde farto. Isto traz um sentimento de conforto e calor indescritíveis. E, como vc mesma citou Sônia, temos isto todos os dias de graça e em todas as estações do ano!
    Temos violência e todos os problemas provenientes da desigualdade social , mas infelizmente a capacidade empreendedora , a criatividade e as riquezas únicas, abundantes e exclusivas deste povo e país não rende IBOPE e se torna um vício ou hábito comum citar só os pontos negativos .

  • 16/09/08  
    everton brito diz: 10

    então se é assim. quem não têm pecado.que atire a primeira pedra! é bem verdade que nosso país têm N problemas. mas mesmo assim somos felizes. hospitaleiros com todos. queremos agradar a todos. sim ou não?

  • 25/04/10  
    Sonia diz: 11

    O Brasil e um pais maravilhoso!!!!!
    O brasileiro precisa valorizar o que tem e aprender a reinvidicar o que e seu direito. Moro fora do Brasil alguns anos. O Brasil e um pais lindo nao so pela sua beleza natural, mas pelo seu povo trabalhador, acolhedor e amoroso. Nos precisamos ser mais nacionalistas ,(no bom sentido) amar o Brasil e querer q mudancas acontecam. Temos q reinvindicar melhor educacao e por em pratica nossas leis.