Gerúndio no Início de Frases em inglês

Dime comenta: If my memory is still sharp, it is wrong to start a sentence using infinitive – TO – am I right? If I want to say tasks I did previously, in Portuguese I’d say things like: sugerir, corrigir, consertar, prestar suporte,etc. So what’s the best way to say this?

Dime, sua pergunta é bem interessante e muitas vezes nos confundimos quando vamos escrever em inglês ao usar a forma com to ou com –ing no início da frase. Antigamente usávamos o “to” no início da frase, mas esse uso era mais formal e hoje em dia só aparece em literatura e textos mais elaborados e filosóficos em inglês. Vou dar um exemplo:

  • To err is human, to forgive divine. (Errar é humano, perdoar é divino.)

Hoje em dia é mais comum iniciar uma frase com a palavra “it” e colocar o “to + verbo” depois:

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

  • It’s easy to make mistakes. (É fácil cometer erros.)
  • It was impossible to explain what I meant. (Era impossível explicar o que eu quis dizer.)

No inglês atual é mais comum usarmos o verbo com –ing (gerund) no início de frases pois ele mostra algo mais prático e real, diferente do uso com o to. Veja alguns exemplos traduzidos.

  • Making mistakes is easy. (Cometer erros é fácil.)
  • Explaining what I meant was impossible. (Explicar o que eu quis dizer era impossível.)
  • Selling insurance is a pretty boring job. (Vender seguro é um emprego muito chato.)

Preste atenção! Não existe regra que indique o uso de um ou outro, mas recomenda-se usar a forma com -ing.

Um outro caso é começar a frase com o to para indicar uma intenção, um propósito. Nesse caso o to é traduzido por “para” e vem da locução in order to (a fim de, para).

  • To speak English fluently you need to study a lot. (Para falar inglês fluentemente, você precisa estudar muito.)
  • To go to Campinas you’d better take that road. (Para ir a Campinas é melhor você ir por aquela estrada.)

Dime, a Flávia Magalhães lá do Fórum lembrou também que quando estamos redigindo um currículo podemos usar o passado simples (simple past) ou o infinitivo com to numa frase mais elaborada e menos resumida.

Main accomplishments:

– Suggested improvements…
– Corrected…
– Attended…

ou

My main activites were:

– To suggest improvements…
– To correct…
– To attend…

Espero ter ajudado!

Adir

Adir Ferreira

Adir Ferreira é professor e tradutor de inglês e espanhol há 22 anos. É responsável pelo blog de língua espanhola da empresa americana Transparent. Trabalha com educação corporativa, treina professores e ministra workshops sobre metodologia.

Mostrar 10 comentários