Não se preocupe (tanto) com a Gramática

Grammar PoliceOlá, amigos do English Experts! Na semana passada conversei com meu amigo americano, ele é de Seattle – Washington. Como ele vem para o Brasil no mês que vem, ele comentou o seguinte:

– I’ll bring my camera.

Imediatamente eu perguntei – Não é Take your camera?

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Ele ficou indeciso e respondeu dizendo que tanto faz. Para quem quiser saber a diferença, veja aqui no fórum: “Take X Bring X Get“.

Com isso, tive a ideia de compartilhar uma leitura que fiz, sobre a “evolução” do idioma.

Muita vezes ficamos horas e horas estudando a gramática, levando ao pé da letra tudo que aprendemos. Sem nos dar conta que não é bem assim o verdadeiro inglês e muito menos no português. Não estou falando que devemos deixar de aprender a gramática, isso não, mas sim, observar a gramática de uso, o inglês falado.

O discurso jornalístico deve ser escrito na norma padrão, o discurso acadêmico deve ser escrito na norma padrão, mas o discurso literário, não precisa ser necessariamente escrito na norma padrão e assim acontece no Spoken English.

E estão acontecendo muitas coisas no inglês nos últimos anos. As contrações gonna, gotta, wanna que eram usadas apenas como gírias estão sendo usadas frequentemente em música, tv, rádio etc. E fora dos EUA você também encontrará essas palavras. No Canadá, Austrália, Havaí… E não são mais evitadas.

Da mesma forma que a humanidade evolui e se modifica com o passar do tempo, a língua acompanha essa evolução e varia de acordo com os diversos contatos entre os seres pertencentes à comunidade universal. Muito mais agora com a tecnologia que nos aproxima ainda mais.

Abaixo, seguem alguns exemplos que eu notei muitas vezes que tradicionalmente são usadas na forma simples, e agora estão sendo usadas na forma progressiva com mais frequência, talvez, significando uma mudança na gramática. (?)

Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo nível. Clique aqui e saiba como.

  • I’m not seeing him.
  • The kids are loving their new game.
  • What they’re needing is more money.
  • I just wasn’t understanding…

O had na frase had better está desaparecendo:

  • You better read it before signing.
  • He better take a decision.
  • You better stay home tonight.
  • You better be quiet.

Está se tornando cada vez mais comum escutar a o pronome de objeto direto usados como sujeito na frase. Segue alguns exemplos:

  • Him and my sister did it.
  • Me and her were the only ones at home at the time.
  • Them and their parents were told to make appointments to see the doctor.

Vocês podem pensar que esses exemplos foram de não nativos, certo? Bem, surpresa! Todos foram falados por gente que fala muito bem inglês, até mesmo professores nativos, que falam inglês.

O idioma está evoluindo, então temos que evoluir também. Muitas escolas de inglês ainda focam na gramática normativa, com tabelas e mais tabelas de regras maçantes gramaticais.

Foque seus estudos na gramática de uso, no dia a dia. Assista filmes, leia muito, e pratique conversação com um professor ou amigo que já fala inglês. Só assim o idioma fluirá.

Não se preocupe (tanto) com a gramática. É essencial, eu sei, porém, o que importa é se comunicar.

Sobre o autor: Pablo Torrens, é brasileiro, fala inglês desde 2003, leciona desde 2005. Estudou inglês por dois anos nos Estados Unidos e atualmente está cursando letras inglês/português.

Autor

Autor Convidado

Este artigo foi escrito por um Autor Convidado do English Experts. Confira o nome do autor no rodapé do texto acima. Seja um colaborador, clique aqui e saiba como participar.

Mostrar 18 comentários