Será que vale a pena estudar gramática?

A pergunta que todos fazemos é: será que vale a pena estudar gramática? Não é novidade dizer que um idioma é algo baseado essencialmente na troca de informações pela fala e escrita. A gramática nada mais é do que uma tentativa de documentar isso tudo e ainda manter o idioma padronizado.

Nós brasileiros temos um certo trauma com gramática. Isso porque nos primeiros anos de escola somos obrigados a estudar regras complicadíssimas do bom e velho português. Depois, nos últimos anos nos obrigam a estudar regras não menos chatas, só que agora de outro idioma, o Inglês.

Gramática por si só não tem utilidade nenhuma. Pronto falei! Estou sendo radical, mas verdade seja dita, ninguém aprende inglês na escola – refiro-me aqui ao ginasial – estudando gramática. Se você é uma exceção, por favor, entre em contato, gostaria de saber como conseguiu essa façanha.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Vou contar um segredo. Estude a gramática depois que você já domina o tema. É contraditório, não é? Vou explicar! Antes de estudar present perfect busque em seu livro ou na internet frases que estão nesse tempo verbal. Faça um exercício de tradução e tente acostumar seu cérebro à formação das frases. Treine em voz alta, escreva, reescreva, use no dia-a-dia. Só depois disso comece a estudar a gramática relacionada ao tema. Você vai ver como o estudo vai ficar mais agradável. A cada nova regra você vai ter aqueles insights: “caramba, por isso que eu digo isso assim e não assado”. Faça o teste!

Como eu disse o início, a gramática é uma “tentativa” de documentar o idioma. Porém nem sempre isso funciona. Aprenda a falar primeiro, depois estude as regras. Não o inverso. Aí sim você vai aproveitar todo potencial da gramática.

Alessandro

Alessandro Brandão

Alessandro Brandão é coordenador caseiro do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Comércio Eletrônico e Ensino a Distância (EaD).

Mostrar 17 comentários