10 dicas de um poliglota

PoliglotaTodo mundo sabe que não existe uma solução fácil para tornar-se fluente do dia pra noite. Ouvir um CD durante o sono e acordar fluente no próximo dia não existe…  Também não tem uma pílula que resolva todas as questões de gramática, listening e pronúncia de uma só vez.

Mesmo assim, existem algumas técnicas que são mais eficazes do que outras. Durante as minhas viagens, conheci muita gente que conseguiu conversar numa língua estrangeira em menos tempo do que o normal.

Qual é mesmo o segredo desses poliglotas?

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Existem muitas estratégias e táticas que levam ao sucesso. Algumas delas já compartilhei aqui no blog ( Aprendendo idiomas: o poder da consistência ) e no podcast ( English Podcast 23: O Eterno Viajante ).

Depois de publicar esse material muitos ainda pediram alguma coisa mais concreta e específica, por exemplo, um plano de estudos, que explica tudo passo a passo mesmo. E por isso, vou revelar o MEU plano de estudos hoje. Esse é o processo EXATO que me permitiu aprender 8 idiomas diferentes, entre eles o português em apenas 8 meses.

Vamos lá:

Passo 1: Obtenha uma visão geral

A primeira coisa que você deve fazer com cada lição que  estuda, seja online, num livro, num curso de DVD é ganhar uma primeira impressão do grande contexto. Veja como a informação está estruturada. Não estude nada ainda. Agora basta dar uma olhada na ortografia de algumas das palavras, e ver do que a lição se trata.

Passo 2: Leia as explicações

O segundo passo é ler as partes da unidade que explicam o novo material. Talvez você encontre algumas explicações de gramática. Ou talvez tenha explicações de algumas  palavras novas. Assim você já começa a obter uma compreensão inicial do novo material.

Passo 3: Ouça o áudio

Se a lição tiver um componente de áudio, ouça-o imediatamente, mas SEM ler o texto correspondente ainda. Assim você já começa a habituar os seus ouvidos ao som do idioma e começa a praticar mais uma habilidade importante: entender alguma coisa que você nunca ouviu ou leu antes.

Passo 4: Ouça e Leia

O quarto passo é ouvir o áudio MAIS uma vez. Mas desta vez, acompanhando no livro e lendo o texto correspondente (ou a transcrição do áudio).

Passo 5: Estude o Vocabulário

O próximo passo é memorizar todas as novas palavras da lição, e também a pronúncia delas. Para melhor aprender a pronúncia, você pode utilizar o áudio, e também o alfabeto fonético. Muitas vezes, a pronúncia está escrita ao lado de cada palavra na seção de vocabulário.

Um exemplo do alfabeto fonético seria a palavra “explain” em Inglês. A pronúncia pode ser escrita com letras normais: [iksplein]… Ou ela pode ser escrita no alfabeto fonético internacional (IPA): [\ ik-splān \].

Passo 6: Traduzir

Agora, ouça o diálogo novamente, a repetição é muito importante. Só que desta vez, eu recomendo traduzi-lo para o português. É a melhor maneira de descobrir se ainda há alguma coisa que não ficou totalmente clara… Ou se você já entendeu tudo.

Alguns dias depois, você pode traduzir o texto em português que você acabou de escrever de volta para a língua estrangeira. Assim você começa a treinar as suas habilidades ativas também.

Passo 7: Pratique a Pronúncia

Agora, ouça o diálogo mais uma vez, frase por frase e pratique a sua pronúncia. Você tem que imitar a pronúncia do áudio. Mas também preste atenção na tonalidade e até mesmo na “melodia” da frase. Imite tudo com precisão.

Passo 8: Pratique a Conversação

Agora você pode participar do diálogo no CD ou áudio, assumindo um dos papéis da conversação. É só ouvir uma frase no CD, pausar o áudio e dar uma resposta. Depois, compare a sua resposta (e a pronúncia!) com aquela dos oradores nativos.

Passo 9: Ditado

Passo número nove é ouvir o diálogo mais uma vez – lembra da importância da repetição? Porém desta vez, escreva tudo que você ouve como se fosse um ditado, frase por frase. Você pode pausar o áudio quantas vezes você quiser, e até mesmo retroceder. Não verifique a ortografia no livro até que você tenha terminado de escrever o texto inteiro.

Assim que você estiver pronto, você pode olhar o livro e comparar o que você escreveu com o texto original. Marque as frases que você errou com um ponto vermelho. Assim você pode praticá-las novamente mais tarde. Talvez você até pode adicioná-las à sua lista de vocabulário, principalmente se elas forem desconhecidas para você!

Passo 10: Faça os exercícios

Os melhores cursos de idiomas contêm exercícios em cada lição, eles ajudam a consolidar as novas habilidades que você acabou de aprender. E é exatamente isso que você deve fazer. Faça todos os exercícios, e compare as suas respostas com a “Chave”… com as repostas corretas que geralmente se encontram no final dos exercícios ou nas últimas páginas do livro.

Como sempre, marque os exercícios que você errou com um ponto vermelho. Assim você pode repetí-los mais tarde, até você acertar tudo.

Conclusão

Não é fácil, porém, seguindo os dez passos acima, você estuda de um jeito muito sistemático, e acaba praticando todas as habilidades que você precisa – uma a uma.  Foi assim que eu aprendi espanhol, português, indonésio, malaio e várias outras línguas. Claro que aliei isso tudo com a imersão no idioma.

Sempre tem vários jeitos de chegar a Roma! Funcionou para mim e pode ser que funcione para você também. Se você aplicar esses dez passos em cada nova lição que você estudar, e se fizer isso com consistência você vai chegar lá.

Bons estudos e um grande abraço, galera.

~ Frank Florida ~

Frank

Frank Florida

Frank Florida é professor de idiomas desde 1994 e fala oito línguas. Viajando o mundo por 11 anos, ele visitou umas 300 cidades em mais de 50 países. Ele se graduou da High School nos EUA, se formou em didática na Austrália e é criador do site Fórmula Fluente.

Mostrar 25 comentários