Desafio: Do you know…?

Olá, amigos do English Experts! Conforme combinamos na semana passada, sexta-feira é dia de desafio aqui no blog. A frase de hoje tem a ver com um tópico que foi discutido no fórum sobre duas perguntas na mesma frase, apesar de ser simples acredito que gera muita confusão entre os estudantes.

Preparado(a)? Então vamos ao desafio.

Frase em Português: “Você sabe que horas são?”
Erro comum em inglês: “Do you know what time is it?”
Identifique o erro na frase em inglês e envie nos comentários, se possível envie também uma justificativa. A resposta será publicada amanhã neste post.

Tire suas dúvidas sobre os tempos verbais, baixe um guia grátis da English Live: Guia de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola. Clique aqui e saiba como baixar!

Aguardo sua participação.

Good luck!

Nota: Desafio extraído do livro Michaelis Dicionário de Erros Comuns do Inglês. É importante observar que o erro é apresentado no livro não como algo negativo, mas como um fenômeno inerente ao processo de aprendizado.

Atualizado em 08/10/2011

Resposta do desafio

Errado: “Do you know what time is it?”
Correto: “Do you know what time it is?”
Explicação: trata-se de um caso de duas orações encaixadas ou embedded questions em inglês, em que a primeira oração fica na forma interrogativa e a segunda permanece na forma afirmativa. Exemplos: Do you know why she is here?/Você sabe por que ela está aqui?; Do you know where the bank is?/Você sabe onde fica o banco?; Do you know when the movie starts?/ Você sabe quando começa o filme?

Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo nível. Clique aqui e saiba como.

Mark

Mark Nash

Mark G. Nash, canadense, reside no Brasil há quatorze anos. Formado em Teoria da Comunicação pela McGill University e Antropologia e Semiótica pela Trent University. Autor de 10 livros na área de linguística aplicada pelas editoras Melhoramentos (Michaelis) e Disal.

Mostrar 211 comentários