Desafio: I’d like to make a prayer before we eat

Desafio: I’d like to make a prayer before we eat

Olá, amigos do English Experts! Vamos combinar o seguinte, sexta-feira é dia de desafio aqui no EE. Tenho recebido um retorno muito positivo sobre esses desafios, obrigado a todos pelos elogios. Aproveito para parabenizar os leitores que participaram do último desafio: “The people are very selfish sometimes”. Muitos estão perdendo o medo de errar, isso é muito bom para o aprendizado.

Agora vamos ao que importa.

MELHORE SUA PRONÚNCIA EM INGLÊS Nesta aula, o professor Adir Ferreira, autor do livro "A Chave do Aprendizado da Língua Inglesa", nos conta como se tornou um Expert em pronúncia e dá várias dicas para você se comunicar melhor em inglês. ACESSAR AULA

Frase em Português: “Eu gostaria de fazer uma oração antes de comermos.”
Erro comum em inglês: “I’d like to make a prayer before we eat.”
Identifique o erro na frase em inglês e envie nos comentários. A resposta será publicada amanhã neste post.

Sobre o uso do I’d na frase em inglês, confira algumas dicas sobre o assunto:

Aguardo sua participação.

Good luck!

Nota: Desafio extraído do livro Michaelis Dicionário de Erros Comuns do Inglês. É importante observar que o erro é apresentado no livro não como algo negativo, mas como um fenômeno inerente ao processo de aprendizado.

MELHORE SUA PRONÚNCIA EM INGLÊS Nesta aula, o professor Adir Ferreira, autor do livro "A Chave do Aprendizado da Língua Inglesa", nos conta como se tornou um Expert em pronúncia e dá várias dicas para você se comunicar melhor em inglês. ACESSAR AULA

Atualizado em 01/10/2011

Resposta do desafio

Errado: I’d like to make a prayer before we eat.
Correto: I’d like to say a prayer before we eat.
Explicação: o padrão correto, nesse caso, é say a prayer.

Ainda precisa de ajuda?

Configura algumas opções:

  1. Envie sua questão em nossa comunidade;
  2. Assine o English Plus e tenha acesso ilimitado a respostas verificadas por especialistas.
Mark

Mark Nash

Mark G. Nash, canadense, reside no Brasil há quatorze anos. Formado em Teoria da Comunicação pela McGill University e Antropologia e Semiótica pela Trent University. Autor de 10 livros na área de linguística aplicada pelas editoras Melhoramentos (Michaelis) e Disal.

Mostrar 269 comentários