Contrações em Inglês – Contractions

Contrações em Inglês – Contractions

Quando aprendemos uma segunda língua é comum fazermos um paralelo com a nossa língua materna e em muitos casos isso pode ajudar no aprendizado. Porém, existem situações em que não podemos fazer esse paralelo, e o uso das contrações (contractions) é uma delas, já que não é algo que existe na língua portuguesa. Vamos então entender o seu uso e analisar alguns casos que podem confundir o leitor desavisado.

Forma Contraída em Frases Afirmativas

O inglês é uma língua que usa a forma contraída em muitas estruturas tornando-as mais reduzidas. Estas formas reduzidas são típicas da linguagem coloquial. Por exemplo, em vez de dizer “She will come” (Ela virá), o mais comum é dizer “She’ll come“. Além do “will”, reduzimos também:

  • Verbo to be: I am (I’m) / You are (You’re) / He is (He’s) / She is (She’s) / It is (It’s) / We are (We’re) / You are (You’re) / They are (They’re).
  • Have (no present perfect): I have (I’ve) / You have (You’ve) / He has (He’s) / She has (She’s) / It has (It’s) / We have (We’ve) / They have (They’ve).
  • Have (no past perfect): I had (I’d) / You had (You’d) / He had (He’d) / She had (She’d) / It had (It’d) / We had (We’d) / They had (They’d).
  • Would (futuro do pretérito): I would (I’d) / You would (You’d) / He would (He’d) / She would (She’d) / It would (It’d) / We would (We’d) / They would (They’d).
Descubra seu nível de inglês em 15 minutos! - Converse grátis por 15 minutos com um professor e verifique como está o seu inglês.
Começar agora!

Exemplos:

  • I’m an English teacher. [Eu sou professor de inglês.]
  • You’re a good person. [Você é uma boa pessoa.]
  • He’s here. [Ele está aqui.]
  • They’ve been together for years. [Eles estão juntos há anos.]
  • She’s lived here for three years. [Ela mora aqui há três anos.]
  • I’d lost the key. [Eu tinha perdido a chave.]
  • I’d love to watch this movie. [Eu adoraria assistir este filme.]

Forma Contraída em Frases Negativas

No presente: (I, you, we, they) do not (don’t) / (he, she, it) does not (doesn’t).
No futuro: will not (won’t).
Verbo to be: I am not (I’m not) / You are not (You aren’t ou You’re not) / He is not (He isn’t ou He’s not) / She is not (She isn’t ou She’s not) / It is not (It isn’t ou It’s not) / We are not (We aren’t ou We’re not) / They are not (They aren’t / They’re not).
Verbos modais: would not (wouldn’t), cannot (can’t), must not (mustn’t), should not (shouldn’t), could not (couldn’t), ought not to (oughtn’t to).

Exemplos:

  • I don’t have enough time to go there. [Eu não tenho tempo suficiente para ir lá.]
  • She doesn’t work here. [Ela não trabalha aqui.]
  • I won’t call you. [Eu não vou ligar para você.]
  • I’m not at home. [Eu não estou em casa.]
  • He isn’t a doctor. [Ele não é médico.]
  • They aren’t sad. [Eles não estão tristes.]
  • I wouldn’t eat it. [Eu não comeria isto.]
  • We can’t go there. [Nós não podemos ir lá.]
  • You shouldn’t say that. [Você não deveria dizer isso.]

Alguns casos que podem confundir

I. Uso do ‘s

‘s pode ser a forma contraída do “is” (She’s nice / Ela é legal) e também do “has” (She’s visited London / Ela visitou Londres). Nesse caso, para saber se temos o “is” ou o “has“, fique atento ao que vem depois, o “has” vai ser sempre seguido de um verbo no past participle.

Além disso, o ‘s é também uma maneira de indicar posse: John’s car (O carro do John), Mary’s house (A casa da Mary), My teacher’s phone (O telefone do meu professor).

Resumindo: o contexto da frase vai definir se o ‘s é (is), (has) ou o indicador de posse, como mostrado anteriormente.

II. Uso do ‘d

O ‘d pode ser a forma contraída do “would” (I’d love to go / Eu adoraria ir) e também do “had” (They’d been to London twice / Eles tinham ido a Londres duas vezes). Preste atenção no uso do past participle, que deve vir depois do had. Uma exceção (onde não há o uso do past participle) é a expressão had better (seria melhor), que contraímos para ‘d better, por exemplo, You’d better stay here (Seria melhor você ficar aqui).

O ‘d é também a forma contraída de did, em frases como Where’d you get that? / Where did you get that? (Onde você arrumou isso?) ou When’d that happen? / When did that happen? (Quando isso aconteceu?)

Vídeo

Aprenda mais sobre as contrações no vídeo do Teacher Paulo.

Espero que tenha gostado das dicas.

Happy studying!

Aprenda mais

Ainda precisa de ajuda?

Configura algumas opções:

  1. Envie sua questão em nossa comunidade;
  2. Pergunte a um professor: 15 minutos de aula grátis!
English Experts

English Experts Team

O English Experts Team é uma conta especial gerenciada pela equipe de editores do English Experts formada por professores, estrangeiros e estudantes.

Mostrar 10 comentários