"Whatever" é a expressão mais irritante em inglês

Avatar do usuário Donay Mendonça 45255 21 69 1022
Sobre whatever

A maioria dos americanos considera a expressão whatever a mais irritante da língua inglesa, indica uma pesquisa.

Cerca de mil pessoas foram ouvidas durante o mês de agosto no levantamento, feito pelo Instituto Marista de Opinião Pública de Nova York. Entre os ouvidos, 47% elegeram whatever - "o que quer que seja", em tradução livre - como a expressão mais irritante. A expressão é usada frequentemente com certo desdém, como sinônimo de "como você quiser" ou "não me importo".

Leiam o artigo por completo em:

'Whatever' é a expressão mais irritante em inglês, indica pesquisa

Bons estudos!
Avatar do usuário Flavia.lm 3835 1 9 85
Donay,

No filme "The Pursuit of Happyness" (À Procura da Felicidade, com Will Smith), há uma cena em que ele chega cansado do trabalho, reclama sobre algo e a esposa responde "whatever" (tanto faz). Alguns segundos depois, a discussão ainda continua, e ela solta outro "whatever". Dá pra sentir bem a sensação de revolta pelo pouco caso que ela está fazendo. Praticamente equivalente ao nosso "f...-se, o problema é seu". Lembrei automaticamente da cena quando li seu post.

Não consegui encontrar o trecho no Youtube, mas para quem tem o vídeo, fica em 23:20.
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário Donay Mendonça 45255 21 69 1022
Bem lembrado, Flávia. Eu assisti o filme em 2009 mas não me recordava deste detalhe. Acho que seria uma boa um post sobre sinônimos/maneiras menos irritantes e comuns de se dizer "tanto faz" em inglês.


Pode ser que "whatever" venha a ser igual ao "relax", quando alguém está nervoso pode piorar ainda mais.
Também em um filme, We Bought a Zoo (Compramos um Zoologico), o Dylan, filho do protagonista, usa bastante "whatever" e o Benjamin (seu pai) o proíbe de usar e ainda classifica a expressão/palavra como a mais preguiçosa do mundo. Dá uma sensação de desdenho mesmo.

Em tempo, bom filme, recomendo :D
Olá again a todos!

Mas como ficaria em uma situação onde o foco não fosse ofensivo, como por exemplo, eu posso usar o "NÃO IMPORTA" ou o "F***-SE", no sentido de algo ser irrelevante, apenas para continuar/informar o que realmente é relevante.

Por exemplo, pessoa A relatando algo para a pessoa B, em uma conversa tranquila:

"Fulano foi pra a delegacia de... Deee... Dee... (tentando lembrar)... Deee... Ha! NÃO IMPORTA!/F***-SE!, ele foi lá e fez isso, isso e aquilo outro..."

Como ficaria nesta situação?
Avatar do usuário Donay Mendonça 45255 21 69 1022
Não entendi a pergunta. As duas expressões mencionadas acima em português são de caráter ofensivo (irritante), no contexto. Poderia nos explicar melhor?
A expressão que mais me irrita no inglês é o "I know right" seguido de "K", e "FYI".

"I know right" é simplesmente insuportável, acho ela mais irritante que "whatever".
"K" é muito chato, odeio conversar com pessoas preguiçosas.
"FYI" (for you information) é outra uma sigla irritante, ofensa, cheguei a falar para um espanhol que essa expressão irrita muitas pessoas.
Donay Mendonça escreveu:Não entendi a pergunta. As duas expressões mencionadas acima em português são de caráter ofensivo (irritante), no contexto. Poderia nos explicar melhor?


Oi Donay...
Então cara... Agora você me pegou... Não sei ao certo como descrever de outra forma. E não quero parecer "prepotente"... Por favor, não me leve a mal, mas é possível sim dizer estas palavras em um contexto não ofensivo, pelo menos em português.
Claro na situação, como por exemplo, do filme citado (A procura da Felicidade), concordo que teve o sentido de ofensa, sendo possível de ser interpretado como um F***-SE, mas no sentido que tentei passar na pergunta, não. Um "NÃO IMPORTA" seria mais apropriado.

Rescrevendo com mais detalhes o exemplo que eu dei:
Temos três pessoas: pA, pB e pC.
A pC, por exemplo, ficou inconformada porque roubaram sua casa e ao ligar para a policia, a mesma não fez nada para ajudá-lo.
Sendo assim, depois de "engolir" este desaforo, a pC saiu de casa, pegou um ÔNIBUS para ir até a delegacia que ficava longe de sua casa, e chegando lá, falou "poucas e boas" para o delegado.
A pA, presenciou todo o ocorrido e ao encontra a pB, começo a contar o que havia acontecido com a pC.
Então, pA começou a contar a historia do roubo à casa de pC, e então no momento final, pA deveria ter dito assim:

"ai... PC pegou um ÔNIBUS, foi até a a delegacia e falou um monte para o delegado."

Mas, ao começar a relatar, a pA não conseguia se lembrar de qual forma pC havia ido para a delegacia (de ônibus, trem, carro,...)... E como esta informação era irrelevante, pA disse:

"NÃO INPORTA/F***-SE" ! Ele foi até a delegacia e falou poucas e boas para o delegado..."

Ou seja, usando o "NÃO IMPORTA/F***-SE" ele apenas quis passar que o fato mais importante não era a forma como pC foi/se locomóvel ate a delegacia (de ônibus, de carro, moto,..), e sim o fato de ele ter falada com o delegado da forma que falou..

Ufa... Será que consegui passar a ideia? :D
Avatar do usuário Donay Mendonça 45255 21 69 1022
Caio,

Maneiras mais suaves de se expressar estas ideias (no lugar de whatever) existem. Confira algumas:

It doesn't matter.
It doesn't make any difference.
I don't mind.

Bons estudos. Keep up the good work.
MENSAGEM PATROCINADA Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo patamar.

Clique aqui para conhecer o curso!
Donay Mendonça escreveu:Caio,

Maneiras mais suaves de se expressar estas ideias (no lugar de whatever) existem. Confira algumas:

It doesn't matter.
It doesn't make any difference.
I don't mind.

Bons estudos. Keep up the good work.


Hmmm! Legal!
Eu usava o "whatever" achando que estava expressando este sentido... Que mancada! :D
As frases que voce colocou caem bem nesta ideia!
Thanks Donay!