Como revisar os conteúdos já estudados?

Avatar do usuário Lucas Vinícius 245 7
Oi galera gostaria hoje de saber de vocês como revisam os conteúdos aprendidos para que eu possa aprimorar o método que utilizo, irei começar a refazer as estruturas que aprendi no final de semana aplicando os vocabulários aprendidos.

Por exemplo durante a semana aprendi a utilizar gonna no sentindo de estar indo fazer alguma coisa ou indo a algum lugar, no sábado e no domingo faço frases que utilizam esse conceito que aprendi em filmes não com a gramatica, lembrando que no dia que aprendi fiz o mesmo.

Contribuam é importante compartilhar ideias.

God Bless you

Mais Votada Mais Votada

A revisão pode ser feita de diversas maneiras. O importante é que você crie estratégias de estudo que sejam eficientes para você. Isso que você está fazendo agora de pedir ajuda e perguntar sobre como os outros leitores fazem suas revisões já é uma estratégia muito boa. Tenho certeza que será muito bom para cada leitor do blog e do fórum refletir um pouco sobre isso.

Durante a revisão é importante sempre focar em certos aspectos, tais como:

a) Compreensão - Eu realmente entendi isso? Tenho alguma dúvida?
b) Aplicação - Beleza, eu entendi. Mas e agora? Eu sei usar? Em uma situação de comunicação real, eu conseguiria aplicar isso que eu aprendi?
c) Memória - Esse aprendizado foi significativo pra mim, de forma que eu sei que me lembrarei disso quando for necessário?

Gostaria de me aprofundar um pouquinho mais nessa questão de memória, de uma forma bem simples e bem resumida mesmo. Caso ache interessante, continue a estudar mais esse assunto. Vamos lá.

Todos nós temos dois tipos de memória: a memória de trabalho ou de curto prazo e a memória de longo prazo.

Memória de trabalho - a memória de trabalho (também chamada de memória de curto prazo) é aquela que retém as informações que precisaremos usar num momento determinado. Por exemplo: quando vamos à padaria pela manhã e fazemos uma conta de cabeça para calcular o troco que iremos receber, os números e as operações ficam na nossa memória de curto prazo. No dia seguinte, nós provavelmente já teremos esquecido os números que usamos e até o resultado a que chegamos, pois essa informação não era tão relevante para o nosso cérebro e ele automaticamente a descartou, retendo o que ele julgou ser mais importante.

Memória de longo prazo - a memória de longo prazo é aquela que retém certas informações por dias, meses e até anos. Funciona mais ou menos assim: se adquirimos um novo conhecimento que é extremamente necessário para o nosso dia-a-dia e que, por isso, praticamos sempre, o nosso cérebro irá identificar a importância desse conhecimento para nós e não o "deletará". Fica gravado, portanto, aquele conhecimento que usamos constantemente ou então aquele que "balançou" muito as nossas emoções (um acidente de carro ou o começo do namoro com a pessoa amada são coisas que nunca esquecemos). Quanto mais emoção tiver e/ou quanto mais usarmos determinado conhecimento, mais ele ficará gravado, de forma que poderá se tornar automático ou um hábito (andar, falar, escovar os dentes, etc.).

Por que que eu falei tudo isso? Porque isso tem tudo a ver com estudar e fazer revisões! Por causa de toda essa questão de memória, eu indico que a revisão seja feita, se possível, todos os dias. Mesmo que seja super rápido, é importante sempre "bater o olho" naquilo que foi estudado, principalmente se você julgar ser um assunto extremamente importante. Por isso é indicado também que você sempre retome os assuntos que você estudou há 1 semana, 1 mês, 1 ano...Quanto mais você retomar esse assunto e entrar em contato com ele, mais fundo ele vai ir na sua memória e mais duração ele terá.
Se esforce para fazer do estudo e da revisão um momento de diversão e prazer, pois quanto mais legal for, quanto mais emoção tiver, mais vai ficar gravado e "fossilizado".

Bom, particularmente, eu faço um "calendário de revisões" de acordo com a importância do conteúdo. Por exemplo: acabei de aprender o present perfect. Durante uma semana ou um mês (de acordo com a minha dificuldade), eu procuro praticar o present perfect das mais diversas formas todos os dias, nem que seja por 10 min ou até menos. Quando eu sinto que aprendi legal o present perfect - e a essa altura já tenho muitos outros conteúdos pra estudar -, eu passo a fazer a revisão dele semanalmente e, depois, mensalmente. Isso não significa que, no final das contas, eu terei contato com o present perfect somente uma vez por mês (até mesmo porque é praticamente impossível você ler ou ouvir coisas em inglês sem algum present perfect no meio), mas significa que eu estarei estudando isso com um pouco mais atenção every now and then.

Outras estratégias: depois que eu aprendo determinada estrutura, expressão, vocabulário ou pronúncia, eu procuro identificar esse conhecimento novo em contextos diferentes (música, filme, notícia, mensagem, etc.). E, é claro, é necessário colocar em prática. Não adianta nada saber, se não se sabe usar esse conhecimento. E aí vale tudo - conversar sozinho, conversar com um amigo, escrever, etc.

Me empolguei né?
Bom, espero que eu tenha ajudado de alguma forma. E também espero que você não se assuste com o tamanho da minha resposta hahaha

Se precisar de algo mais, ficarei feliz em ajudar!
MENSAGEM PATROCINADA Para aprender mais sobre os Tempos Verbais baixe agora o: Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola.

Clique aqui e saiba como baixar!
Lucas, olha só que interessante esse infográfico postado pelo ROPS:

Quanto tempo nosso cérebro leva para aprender inglês?
Avatar do usuário Lucas Vinícius 245 7
Obrigado Nah por compartilhar seus conhecimentos não me importo com o tamanho do texto não rs , vou ampliar as minhas possibilidades graças ao seu comentario , sim vou precisar de ajuda rs.
Pode contar comigo sempre.hahah

Thanks a lot
Nah Moreira, muito bacana o que vc postou, serviu como dica para mim também.

Take Care!
:P Obrigada pelas dicas....estudamos estudamos mas as vezes organizar isso na memoria eh muito importante....valeu
Muito obrigado pelas dicas, Nah Moreira. Vai me ajudar bastante.
Olá galera....tudo bem?

Gostaria de deixar aqui uma dica que adotei e está fazendo muita diferença em meu desempenho nos estudos da língua e no momento de recapitular algumas lições aprendidas.
A dica é bem simples: Vamos supor que hoje estudei o verbo “have”, eu anoto esse verbo em um papel A4 e penduro no meu quarto em local onde sempre visualizo. Eu circulo esse verbo e coloco ao seu redor as palavras adjacentes. Conforme imagem.

(*) Outra dica que adotei, foi fazer esse procedimento em lousa branca. Assim é mais fácil de editar e sempre que surge uma nova palavra eu acrescento de acordo com verbo.

Espero ter ajudado.


Imagem