O Inglês Britânico é Mais Fácil de Entender?

O Inglês Britânico é Mais Fácil de Entender?

Esta semana aconteceu uma discussão aqui no EE no mínimo curiosa. O pessoal estava discutindo qual era o inglês mais fácil de entender e estudar, se o britânico ou americano.

Eu tenho mais facilidade com o inglês americano, o motivo é simples, eu tenho mais contato com conteúdo produzido nos EUA, foi isso que disse para o pessoal no chat. Um dos participantes ficou indignado e disse que eu estava errado que o inglês britânico era mais fácil e melhor para aprender. Por mais que eu tentasse explicar que esse entendimento poderia variar de pessoa para pessoa, ele não aceitava o fato de que algumas estudantes poderiam achar o inglês americano mais fácil de compreender. Acabei não insistindo muito para evitar atrito.

NAVEGUE SEM ANÚNCIOS! Ao se tornar um MEMBRO ASSINANTE você nos ajuda a manter a comunidade e
além de navegar sem anúncios você ainda tem vários benefícios!
REMOVER ANÚNCIOS

O que me preocupa é que muitos estudantes, baseados na falsa informação de que o inglês britânico é mais fácil de entender e aprender acabam não avaliando bem os seus reais interesses como o idioma.

O inglês britânico é mais fácil de entender? Depende, eu tenho mais facilidade com o inglês americano, isso pode não ser verdade para você. Concorda?

Sugiro a leitura de um artigo muito interessante de autoria do prof. Rafael Lanzetti – Mito: Inglês é fácil de se aprender.

Aguardo comentários com a sua opinião!

Tópicos Relacionados

TESTE DE VOCABULÁRIO Faça um teste e descubra como está seus conhecimentos de vocabulário de inglês em 5 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores experientes. O resultado sai na hora e com gabarito. INICIAR TESTE

See you guys!

Ainda precisa de ajuda?

Configura algumas opções:

  1. Envie sua questão em nossa comunidade;
  2. Assine o English Plus e tenha acesso ilimitado a respostas verificadas por especialistas.
Alessandro

Alessandro Brandão

Alessandro é fundador do English Experts e do Fórum de idiomas. Trabalha também em projetos na área de Ensino a Distância (EaD).

Mostrar 89 comentários