"Ignorance, Madam, pure ignorance."

Henry Cunha 3 17 182
Lá pelo meio do século 18, o celebrado Dr. Samuel Johnson publicou o Dictionary of the English Language, obra importantíssima no desenvolvimento do inglês moderno. Seu grande amigo e biógrafo, James Boswell, também ficou famoso com a autoria de Life of Johnson. A obra monumental de Johnson não foi perfeita, todavia, e várias vezes o lexicógrafo foi criticado por erros. Boswell relata assim uma dessas ocorrências:

"A few of his definitions must be admitted to be erroneous. ... ...it is enough to observe, that his Preface [to the Dictionary] announces that he was aware there might be many such in so immense a work; nor was he at all disconcerted when an instance was pointed out to him. A lady once asked him how he came to define Pastern the knee of a horse; instead of making an elaborate defence, as she expected, he at once answered, 'Ignorance, Madam, pure ignorance.'" [p. 211, Oxford World's Classics ed., 1980]

Johnson definiu Lexicographer assim: "a writer of dictionaries, a harmless drudge." [Ibid., p 212]

So when I'm wrong, I can now add "pure ignorance" to my list of excuses.

Sabe a resposta? Seja um colaborador(a)! Ao responder questões no English Experts você ganha pontos de Reputação. Se você atua na área de idiomas, suas participações na comunidade podem ser uma ótima vitrine para o seu trabalho.

Registre-se agora e faça parte!
Colabore