Relação Aprendizado-Ensino: Como ensinar inglês?

Antes de tudo, um esclarecimento: atentando para os boards deste forum, entendi que minhas dúvidas caberiam no Off-Topic, ou aqui. Optei pelo segundo porque entendo que o aprendizado é visceralmente ligado ao ensino, uma vez que enxergo ambos como partes de um processo horizontal de educação. Caso haja algum problema com relação ao board, já peço desculpas.

De toda forma, aí vai a situação que quis trazer para cá.
- Como traduzir um conhecimento empírico em uma metodologia racional e funcional de ensino?

Tenho um conhecimento razoável da língua inglesa. É sempre difícil para mim fazer essa afirmação, uma vez que ela é, na maioria das vezes, seguida da pergunta "Mas aonde/como você aprendeu?". Embora tenha cursado boa parte da vida em um colégio que oferecia uma ótima base, é um conhecimento muito mais empírico: a prática e o contato diários foram meus formadores. Embora nunca tenha morado fora do país, minha relação com a língua inglesa sempre foi de amor e proximidade, haha.

Vendo isso, minha companheira sempre insistiu para que eu a auxiliasse no aprendizado da língua. Embora eu insista para que ela procure um profissional da área - que, embora poucos, existem na pequena cidade em que moramos - é uma situação com a qual nos deparamos a todo momento. De uns tempos pra cá, comecei a levá-la em consideração.

Hoje, a minha pretensão a longo prazo é ser um educador na área que escolhi cursar. Além dos estudos e práticas inerentes ao curso de Direito, procuro, a todo momento, a leitura e o contato com educação e pedagogia. Ser capaz de compartilhar conhecimentos é uma vontade que tenho, e pra qual me preparo a cada dia. Desnecessário dizer que, diante disso, fico sempre com uma pequena vontade de aceitar os pedidos de minha companheira.

Há alguns meses, decidi, como parte de um plano a médio e curto prazo pra atingir determinados objetivos profissionais, estudar e me preparar para um exame de certificação (Penso no TOEFL) que me permitisse, com a devida certificação, atuar no ensino do inglês. Reforço que, de forma alguma, quero me reivindicar professor da área. Entendo que, para tal, eu precisaria de muito mais do que uma certificação: graduação, pós-graduação (strito ou latu sensu) e até períodos vivenciais fora do Brasil. Meu objetivo não é ofender quem faz do ensino do inglês a sua vida, mas simplesmente conseguir, caso certificado, compartilhar o conhecimento que adquiri da língua.

Eu só não sei como fazê-lo. A arte de educar é extremamente complicada. Então decidi tomar o pedido de minha companheira não só como um desafio, mas um treinamento: encararei como um grupo de estudos, em que, enquanto me preparo para passar a ela o conteúdo, estou ocupando o papel de educador e de educando, ao mesmo tempo.

Gostaria de saber do colega se existem metodologias sobre como fazê-lo. Não quero uma receita de bolo ou algo pronto, mas alguns pressupostos dos quais partir para poder consolidar essa idéia e, na prática, fazer as adequadas adaptações pra que o processo seja proveitoso.

Pensei em seguir livros, por exemplo (Como os utilizados em cursos de inglês escolares), desenvolver um material capaz de auxiliar no conteúdo e, claro, mesclar tudo isso à técnicas pedagógicas como o uso do lúdico na relação de ensino. Então, ficam as perguntas:

1) Será que essa idéia pode ser prejudicial (a mim e à minha companheira)?
2) Existem formas eficazes de se traduzir o conhecimento empírico (Claro, auxiliado ao teórico, que me disponibilizarei a retomar) em uma prática pedagógica?
3) Existe alguma outra dica que me seria interessante?


Desde já, agradeço a atenção dispensada.
Abraços!
MENSAGEM PATROCINADA Para aprender mais sobre os Tempos Verbais baixe agora o: Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola.

Clique aqui e saiba como baixar!