Tradução de "Poema de Camões"

Alma minha gentil, que te partiste
Tão cedo desta vida descontente,
Repousa lá no Céu eternamente,
E viva eu cá na terra sempre triste.

Se lá no assento etéreo, onde subiste,
Memória desta vida se consente,
Não te esqueças daquele amor ardente
Que já nos olhos meus tão puro viste.

E se vires que pode merecer-te
Algũa cousa a dor que me ficou
Da mágoa, sem remédio, de perder-te,

Roga a Deus, que teus anos encurtou,
Que tão cedo de cá me leve a ver-te,
Quão cedo de meus olhos te levou.

Dear gentle soul, you that departed
This life so soon and reluctantly,
Rest in heaven eternally
While I remain here, broken-hearted.

If there in the ethereal skies
Memories are still allowed to move,
Do not forget that ardent love
You once saw shining in my eyes.

And if you judge there might be merit,
However small, in this pain that stays,
Grieving with nothing to repair it,

Petition God, who cut short your days,
To take me to you, in that reckless spirit
He used to summon you from my gaze.

Na tradução oficial acima, podemos observar que, pelo menos ao meu ver, a tradução em inglês, embora corretíssima, não consegue dar o charme e/ou mesmo a rima primorosa do texto de Camões em português.
Interessante e ao mesmo tempo bela a comparação dos dois textos.

Mais Votada Mais Votada

Avatar do usuário Ricardo F. Bernardi 9590 15 182
Hey there, Adilson.

Just a piece of advice: you should present the reference next time.

REFERENCE: http://www.poetryinternationalweb.net/pi/site/poem/item/8439/auto/0/Dear-gentle-soul-you-that-departed
MENSAGEM PATROCINADA Para aprender mais sobre os Tempos Verbais baixe agora o: Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola.

Clique aqui e saiba como baixar!
Thank you Ricardo.