Curso de inglês Wizard é bom?

Imagem

Eu queria saber a opinião de vocês sobre o curso de inglês da Wizard. Estou pensando em fazer. Alguém que já fez o curso lá pode dar sua avaliação?

Se alguém conhecer a Mind também aceito opiniões.

Thanks.
Avatar do usuário Vitor Ferreira 30 1
Eu acho o método da Wizard um dos melhores, pois ensina todas as habilidades linguísticas em cada lição. Não acho nada repetitivo. Eles não ensinam gramática, só ensinam frases a você, você já sai falando no primeiro dia. Meus professores não falavam: "Vamos estudar o verbo tal, a regra tal" não. Eles ensinavam de um jeito que você já sabia a estrutura das palavras sem precisar de gramática.

Estudei 3 anos lá e parece que foram 5 de tanta coisa nova, interessante e boa. Fui até o livro 6 e infelizmente, não deu pra eu completar o teens (3,5 anos) por motivos financeiros. Mas valeu MUITO a pena. No livro 6, eu já pensava que eu estava num nível avançado de tanta coisa que o livro oferece.

E o interessante é que, ao contrário da maioria dos cursos, a Wizard só começa a ensinar o verbo to be no segundo livro, pelo menos dos teens.
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Well, here we go, meu primeiro post nesse fórum. Olá a todos!!

Bom, estudei na Wizard por um ano, aos 12, e acredito que a base que recebi foi importante para poder adquirir conhecimentos mais aprofundados do inglês agora. Nessa idade, a escola oferece jogos e brincadeiras para facilitar o aprendizado das crianças, um método que considero interessante.

Voltei a estudar lá depois disso (estudei em outra franquia tbm por um ano nesse meio tempo) e acredito que agora consigo tirar o máximo proveito do que a Wizard oferece. No meu caso, faço o Flex, 4 aulas por semana, com professor fixo. Embora a Wizard ofereça o TOEIC ao final do Book 10 (estou no 7), meu real objetivo de estudar inglês é passar no CAE, que pretendo fazer na Cultura Inglesa no próximo dezembro. Minha professora, que tem FCE e CAE, por ter passado por isso, sempre tenta me ajudar nessa parte durante as aulas.

Sobre o método, os professores não usam português em sala (só no livro inicial, eu acho), e esperam que os alunos consigam se comunicar em inglês de forma compreensível. Tem um livro específico de gramática para quem precisa estudar mais essa habilidade e o áudio é com sotaque americano (o que me atrapalha um pouco, já que estou tentando me expor ao sotaque inglês para fazer bem o Listening Paper do CAE) e por fim, tem bastante trabalho escrito, as "compositions", que dão em torno de 130 palavras cada texto.

De todo modo, o curso dá ao aluno o básico que ele precisa para começar a dominar o idioma (como quase todas as escolas, na verdade.) Mas para dominar o idioma de verdade, além da gramática, bom é a exposição aos nativos e dedicação fora da escola. (tem muitos alunos que estão terminando o Book 10, "prontos" para prestar o TOEIC, que é só Reading e Listening, que têm dificuldades enormes em manter um discurso de alguns minutos sem que o professor ajude). Sorry pelo tamanho do post...
Eu estudei na Wizard de 07/2008 a 12/2009 e 01 a 12/2011, na unidade do bairro de Pinheiros (Z/N-SP/SP). Neste intervalo, 1º semestre em 2010, tentei com professor particular que atendia na empresa em aulas individuais e no 2º sem, tentei seguir como autodidata.
Iniciei o book 1 no intensivo de férias, sendo 10h/aula de 2ª a 6ªf. A partir do Book 2, era semestral. Estudei até o book 6.
Ter começado na wizard acho que serviu como ponto base para mim que ainda uso nos dias atuais. De fato, 90% das aulas não tem português, onde vc é "forçado" a expressar em inglês, mesmo que com erros, pois os professores costumavam dizer que não tivesse medo de errar; se houvesse erro, seria corrigido. Também não é "soca-gramática"; as aulas tem os 4 conteúdos por aula.
Era pedido para melhor aproveitamento, se preparasse para a aula do dia, preferencialmente no dia anterior, ou até 30min antes da aula e como atividade extra, fizesse textos e/ou frases com os verbos, adjetivos, substantivos, expressões do dia.
Por falta de tempo, devido a correria do dia-a-dia, não me considero ser fluente e no teste da cultura Inglesa, estaria no nível básico, já no teste da EnglishTown, estaria no intermediário. Como nunca gostei (s/ conhecer a fundo) a Cultura...Atualmente, procuro ajudar uma amiga que estuda na Wise-up, e tenho considerado a Wizard um pouco atrasada, devido eu ter visto certas coisas já no book 5 ou 6 e esta minha amiga viu no Book 2.
Mais em avaliação de 0 a 10, avalio em 7.
Hello everyone.

Estudo atualmente na Wizard em Fortaleza e já estudei também no IBEU (outra escola daqui) e como alguns acabei por não concluir no Ibeu por perder o tão sagrado estímulo. Ao longo dos anos tenho buscado cursos que apliquem mais prática que aquisição estática de conteúdo; sempre busquei a formula magica de 80% prática e 20% informação.

Afirmo que hoje encontrei essa receita que para mim esta dando muitos resultados. Aliando o dinamismo da escola ao fórum e ao material recém adquirido do Prof. Adir Ferreira estou me tornando um bom entendedor e começando a falar. Isso mesmo Falar em 6 meses.

Eu digo que vale apena.

Obrigado.
Olá a todos!
Já passei por outras redes de ensino de idiomas, não só para o estudo de Inglês, mas de Espanhol também. Observei que para o Espanhol as diferenças são poucas, quando me refiro aos métodos. Já no Inglês as formas de ensinar são realmente distintas. Pelas escolas por onde passei foi assim: o CNA enfatizou a conversação, o Fisk a gramática, a ECC conversação, mas o conjunto da obra não foi o suficiente para que eu realmente aprendesse o novo idioma. Como Pedagoga que sou, acredito que com todos eles se aprende, contudo cada pessoa tem um jeito de aprender. Do contrário, todos teríamos aprendido a Matemática ou Língua Portuguesa com o mesmo nível de facilidade. Na Wizard, descobri o meu jeito de aprender Inglês. Sim, é repetindo estruturas prontas, mas sem focar exatamente na gramática (em sala ela é comentada, mas não é o foco!), e que creio ser um fator que complica um pouco a vida de alunos iniciantes. A ideia geral é de que aprendamos o novo idioma, como aprendemos a língua materna português - falando, ouvindo, repetindo - e sendo corrigidos pontualmente no que tange a entonação, pronúncia, escrita, leitura, etc. E estou gostando mesmo! Indico que se faça uma aula experimental, e descubra se é o seu jeito de aprender. Quanto aos valores (matrícula, mensalidade, material), de fato estam acima da média em quase todas as praças. Então, leve em consideraçãoo o que pretende investir e o tempo, já que o curso leva alguns anos para concluir. Mas pense que é preciso começar! Falo espanhol, mas inglês é essencial!
Bom, minha experiência com o inglês é bem interessante. Comecei a estudá-lo na minds que me ofereceu um sólido conhecimento, porém como o curso total é de 18 meses, é muita matéria, que acabaram gerando-me um stress e passei a não degustar o conteúdo pois já devia fazer a preparação para a aula seguinte. Em suma: Minds é uma excelente escola, tem ótimos professores, mas indico para quem goza de tempo para tal.
Atualmente estudo na Wizard.
Gosto da proposta deles, enfoque conversação e muito listen. Aprende muitas frases prontas e todo o vácuo e dificuldades que sentia na minds hoje na wizard foram sanadas.
Faço também a Englishtown. Super indico a todos, mas como ferramenta de aperfeiçoamento na conversação pois irás falar com nativos o que é muito bom, sem contar que a plataforma de conversação fica disponível 24h.
Em fim, não existe escola perfeita e sim a vontade e o interesse do aluno.
Olá. Gostaria de saber quanto tempo (anos/meses) dura o curso de Inglês na Wizard, o curso total, até o final, até o último livro?

Desde já, agradeço. Abraços✌
Olá! Eu estou no W12, o último livro. Comecei o curso no teens (em 08/2011) e fiz os três livros (t2, t4 e t6). Acho o curso bem completo pois somos estimulados a falar desde o início. Mesmo que com vocabulário mais básico, no primeiro livro já somos capazes de desenvolver diálogos, o que pra mim é muito estimulante.

Temos as lições ímpares e as pares. Na primeira temos toda uma grade de conteúdos divididos em verbos, vocabulário, expressões e gramática e na segunda lição praticamos esse conteúdo com exercícios. Além disso, temos os exercícios de fixação (muitas pessoas os consideram desgastantes no começo), mas que são de extrema importância para que o aluno não fale errado. E é muito eficiente, pois nos dá uma base perfeita desde o primeiro livro.

Mas é claro, para que todo esse conteúdo seja absorvido apenas ir as aulas não basta, devemos estudar para que não esqueçamos nada lá atrás pois há uma infinidade de vocabulário que pode nos fazer falta na hora de falar.
MENSAGEM PATROCINADA Leia o e-book Aprendendo Idiomas por Conta Própria e conheça as técnicas utilizadas pelos Experts para aprender idiomas. Com ele você vai aprender a aprender inglês!

Baixar uma Amostra Grátis!