Significado de "tightwad"

He was a tightwad!

Posso utiliza-lo como "mão de vaca"?
MENSAGEM PATROCINADA Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 15 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores e linguistas certificados. O resultado sai na hora e com gabarito.

Clique aqui para iniciar o Teste Online!
Sim pode usar , mas essa palavra e uma ofensa em direcao a alguem , pro portugues ela se traduz para AVARENTO! Assim mesmo com todas as exclamacoes porque e um insulto por exemplo

You're that tightwad that owes me $50 !!

Voce e aquele avarento que me deve 50 dollares !

Agora ser mao de vaca em ingles e ser CHEAP.

He's so cheap he won't even spend ten dollars on a good T-shirt

Ele e tao mao de vaca ele nao e capaz de gastar 10 dollares em uma boa camisa.
Avatar do usuário PPAULO 39825 6 32 695
Tightwad can be a miser, a person overly concerned with saving money etc...
But it can also be a person that is economical, that is penny-wise -a momentary thing, I mean - for a certain span of time for a purpose.

http://www.mrmoneymustache.com/2011/09/ ... ten-years/
When we bought our house and were moving (this was a couple of years after I discovered The Complete Tightwad Gazette), I found a single credit card statement from those days. My bill was slightly over $1000 that month. And it was nearly ALL eating out.

In some developed English speaking countries, some words like the word tightwad are such an "abomination" that some of them are overly used in derogatory ways that they seem like having always a negative sense.
Case in point.
Acho que achei a palavra certa

Cainha,
Quem não dá nada prá ninguém. Sempre nega. Ex: “Deixa de ser caínha, dá um pedaço de paõ”.
Avatar do usuário PPAULO 39825 6 32 695
Sim, caínha: mesquinho, sovina, mísero, quem só gosta de juntar dinheiro.

Engraçado que eu nunca tinha visto essa palavra! Agora aprendi que é usada no português de Portugal e em Mato Grosso. No Nordeste e Sudeste nunca ouvi ou vi, também tenho amigos do Sul e do Norte e também nunca falaram a palavra. Nosso português é mesmo interessante, inesgotável e cheio de surpresas!