Como memorizar o inglês

Eu leio quase tudo, mas pouco sei do que leio e não consigo memorizar o ingles; quero saber o que faço para solucionar esse problema.

Teste de Nível Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 10 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores experientes. O resultado sai na hora e com gabarito.

Iniciar o Teste Online!
6 respostas
  Verificado por especialistas
Dear FRIENDS,

I believe people remember better when the repetitions are made in periods and with a list of nonsense syllabes.

Shall we try with (P)PED, CIA and ING?

(P)PED = stopped / dropped / hopped / looped
CIA = especial(ly) / superficial(ly) / physician / politician
ING = stopping / dropping / hopping / looping

From here, we can memorize these three lists in two different ways:

1st way: Repeat the first list 30 times in a single day.

2nd way: Repeat the second list 10 times a day for three days
[The total number of repetition is 10 x 3 = 30]

3rd way: Repeat the third list 5 times a day for six days
[The total number of repetition is 5 x 6 = 30]

The result of the second and third ways is the same as the first list.
Because of that, I bolded the number 30.

The results differ from people to people.
Most of my friends told me that they managed to memorize the last two lists better than the first one.

At a first moment, I agreed with my friends, then I decided to memorize the first list with the help of another resource.

Have you heard about ANKI or miMind?

Anki is a popular spaced repetition app. When you want to memorize a word, you create a flashcard. It’s a card with the target word on one side and the meaning on the other.

MiMind is an app which help us to develop useful mental maps.

Just for curiosity, the memorization technique I have mentioned was developed by Hermann Ebbinghaus, a German psycologhist. He developed it in 1885.

I hope you find it very interesting! :)
_

Another suggestion is doing English exercises and reviews as much as you can.
Crosswords magazines and educational games are quick ways which can help us.

Follow a game: CROSSWORD USATODAY

Are you ready?
So, keep your pace and enjoy your studies!

REFERENCES:
(1) METIVIER, Anthony. How to Learn and Memorize English Vocabulary for ESL & EFL Teachers. AEM - Advanced Educational Methodologies. 2013.
(2) EBBINGHAUS, Hermann. Memory - A Contribution to Experimental Psychology. Martino Fine Books. 2011.
Anúncio Cambly Gostou da dica? Agora é hora de praticar!

Utilizar o inglês em interações reais levará você à fluência mais rápido. Pensando nisso, o nosso parceiro está oferecendo 15 minutos de aula grátis, não perca essa oportunidade. O link abaixo ativa o cupom!

Cupom: 15 minutos de aula Grátis!
Como assim? (rs)

A solução é lendo.

E graças a este fórum, você pode vir aqui, pegar o vocabulário ou a frase e perguntar ou pesquisar aqui sobre o que significa, aí, você anota no caderno (que faz ser o seu dicionário) e continua lendo e de qualquer área de assunto.
E, se gostou do texto de qualquer bibliografia, volta a ler e vai sentir que a palavra que colocou no seu dicionário está memorizada.
[Experimenta fazer isso.]

Até!
15 237
Exposição, repetição e consistência.
22 102 1.5k
E graças a este fórum, você pode vir aqui, pegar o vocabulário ou a frase e perguntar ou pesquisar aqui sobre o que significa, aí, você anota no caderno (que faz ser o seu dicionário) e continua lendo e de qualquer área de assunto.
Sim, este é o fórum com mais dicas e discussões didáticas de toda a Web brasileira.

Seja bem-vindo! / Welcome!
6 47 1.1k
Ler é grande parte do aprender, mas-porém-contudo-todavia-entrementes, eu concordo com Leonardo.
Exposição ao inglês (em todas as suas formas) é algo bem vindo, no caso a repetição e consistência estaria contido nela, a exposição.
Há que se mencionar o fato de que essa exposição não é apenas passiva, aquele que estuda deve 'criar' dúvidas, agir como criança (criar situações e dúvidas, e 'se deixar errar' ou se equivocar, mas ir se ajustando a cada dia).

E tenho a mesma opinião do Donay, aqui é um lugar onde podemos discutir coisas sobre inglês, ter diferentes perspectivas, e inúmeras possibilidades. Desde um ponto de vista de um falante de inglês, ao de um professor experiente ou até de um estudante de ESL como eu.
Teste de Nível Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 10 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores experientes. O resultado sai na hora e com gabarito.

Iniciar o Teste Online!
15 61 498
Concordo com o que meus colegas disseram anteriormente e como alguém que também gosta de ler (de tudo) gostaria de acrescentar uns pontos.

Primeiramente, creio que a leitura seja um dos meios mais enriquecedores de aquisição de conhecimento, cultura, tradições, modismos, expressões idiomáticas, enfim é muito amplo. Detestaria, portanto, desencorajá-lo deste bom hábito.

Ocorre que o inglês é uma língua fácil em relação a diversas coisas, como as diversas regras que encontramos no português ou com relação a conjugação verbal, imensamente mais simples, mas tem um número de palavras e expressões absurdo e em uso, não se tratam de palavram obsoletas estarem arroladas nessa contagem. Isso é um fator importante.

Quando estava em uma das escolas que estudei, aprendi que o inglês se comporta como um "vacuum cleaner" (aspirador de pó), pois é repleta de palavras que são adquiridas constantemente. É comum línguas vivas ou em uso, adquirirem palavras novas, sejam criadas na própria língua ou emprestadas de outras línguas. Mas o inglês sempre me surpreende. E as traduções possíveis de cada palavra, de verbos por exemplo. Acho que ninguém sabe ao certo, por exemplo, quantos significados tem a palavra "set", uma daquelas com mais significados na língua, se não a campeã. Outras palavras têm significados diversos, mas só alguns são muito comuns, outros nem tanto. Já citei aqui no forum, por exemplo, uma tradução que foi pedida para minha esposa das chamadas "hairy cells". Como ela é da área da saúde, não foi difícil traduzir como "células ciliadas" (não cabeludas please!). O engraçado é que os cílios dos olhos são "eyelashes", funny isn't it?.

Nesse tocante, concordo com a Melissa Biscola se você contar com a memória unicamente fica difícil. Um dicionário ou banco seu, criado de forma interativa, onde você possa deixar seus exemplos e acrescentá-los de vez em quando ajuda muito.

Como disse o Donay Mendonça dizendo que aqui é um bom lugar para solucionar dúvidas. Ando sempre caçando pela web, mas o EE tem bastante recursos pra te ajudar.

Por fim, concordo com os demais, dizendo que fica difícil se não houver interatividade. Por exemplo, se arisque no listening do jornal ao mesmo tempo em que lê a peça escrita. Procure conversar mais, ver mais vídeos, participar de mais foruns ou quaisquer meios de comunicação. Você vai se supreender e ver como o processo pode ser dinâmico. Aprendi mesmo, foi numa escola tradicional, mas com cinco vertentes: speaking, listening, reading, writing and use of English (esse último que se resume em gramática - mas nem de longe me arrependo dela, sempre me ajudou e muito lol).

Keep it up!
And please don't give up reading.
Ainda precisa de ajuda? Confira algumas opções:
  1. Clique no botão "Responder" (abaixo) e faça sua pergunta sobre este assunto;
  2. Faça uma nova pergunta;
  3. Converse grátis com um professor nativo por 15 minutos: Saiba como!