Sugestopédia: método de ensino

Boa tarde,

Você já ouviu falar sobre Sugestopedia+Inglês, estava vendo palestras de Congresso de TI e um dos instrutores disse que aprendeu inglês de forma mais rápida com este método. Disse que se pode aprender 5x mais rápido qualquer coisa???

Aqui em Curitiba tem um lugar que aplica este método, pensei em ir ver se não for muito caro...
Você algum seu curso possui esta metodologia de aprendizagem acelerada?

É que faço inglês a anos e parece que nunca fico fluente ou consigo me comunicar com facilidade, quero resolver isto.

Abs

Lucia
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário Ricardo F. Bernardi 10580 17 206
Prezada Lucia,

Esse é um dos métodos mais fascinantes e produtivos com os quais já tive a oportunidade de trabalhar.
Além de dinâmico, esse método também me ajudou com outros benefícios, dentre eles a perda de inibição e a atualização dos contatos; tanto que a partir de um deles é que eu consegui um trabalho digno do meu preparo.

Os dois links a seguir podem ser úteis para quem deseja conhecer melhor o método:

https://www.facebook.com/Easycskills/
http://www.loucosporconcursos.com/sugestopedia/

Espero não levar um puxão de orelha! Ai! Ai!

Um forte abraço,

Ricardo.
Avatar do usuário Andrezzatkm 4810 1 8 105
Não confio em nada que "Garanta um aprendizado N vezes mais rápido."
Avatar do usuário Ricardo F. Bernardi 10580 17 206
Concordo parcialmente contigo, ANDRÉ.

Uma rotina de estudos bem aplicada torna o curso intensivo mais produtivo.
Porém, não se trata apenas de participar 1x do curso e acabou.

Embora eu estudasse nas escolas CCAA e FISK, eu senti que ainda faltava ser cobrado em alguns detalhes. A velocidade e a compreensão era um deles. Eu participei de uns 4 cursos intensivos até 2007 à medida que ia aprimorando o meu inglês, isso somado a diversos outros treinamentos adicionais como palestras e workshops exigidos em algumas das empresas onde trabalhei.

Eu fiz o primeiro curso intensivo semelhante ao Sugestopedia em São Paulo em 1997. A primeira vez, sem sombra de dúvida, eu me senti "um peixinho fora d'água", mas valeu a pena, pois pude conhecer um pouco mais da cultura e costumes de outros povos, visto que o curso contava com a presença de nativos. E saber portar-se diante de um era fundamental, pelo menos para a carreira de ensino que eu sempre almejei.

O segundo eu fiz em L.A. Em 2001, mas daí, eu já me sentia mais confiante e preparado. Um dos episódios mais hilários durante esse segundo curso fui eu ter confundido duas palavras em inglês: "SOCK" X "COCK". A criatividade dos professores somada à sugestão dos alunos foi bárbara:

"COCK" É PARENTE DA CANJA DE GALINHA (sendo essa uma de minhas refeições mais indesejáveis) E "SOCK" VOCÊ SOCA NO PÉ.

A professora de inglês, uma nova-iorquina bem arretada que já estava morando naquelas bandas uns 5 anos tomou o partido e disse:

"COME ON, GUYS! RICARDO IS OLD ENOUGH TO KNOW HOW TO PUT THE SOCKS ON.

Não soube mesmo onde enfiar minha cara! Rs
(I really didn't know where to turn on! Lol)

Mais um abraço,

Ricardo.
Professor, preciso saber como se dá o método de avaliação deste método, já que ele vai contra os princípios tradicionais e, ainda, como se dá o ensino do vocabulário e gramática no processo de ensino-aprendizagem.
Avatar do usuário Ricardo F. Bernardi 10580 17 206
LUIS,

Sugiro que avalie o método pessoalmente por uns três meses, matriculando-se em uma instituição que o utilize.
Acredito que nesse prazo, você poderá ter uma opinião melhor sobre o método.

Sugiro que leia: MÉTODO SUGESTOPÉDICO

Boa sorte!

Att. Ricardo.
Não verdade, me encantei com o método após estudá-lo para apresentar semana que vem, e preciso saber para apresentar.
Avatar do usuário Ricardo F. Bernardi 10580 17 206