Altos e baixos no aprendizado do inglês

Avatar do usuário Andrezzatkm 4655 1 8 103
É engraçado como no aprendizado do inglês agente passa por altos e baixos o tempo todo. Como sempre falam o aprendizado não é linear, uma hora eu assisto um vídeo em inglês e entendo tudo oura hora eu entendo só algumas partes, também tem videos que eu não entendo nada. Sei que isso tem à ver com o nível de linguagem que tá sendo usado no vídeo, com a velocidade com que os personagens estão falando e até com o tema que tá sendo discutido. Alguém tem algo a falar sobre isso?
Avatar do usuário Redseahorse 7380 1 13 132
Eu diria que é tipo, uma mistura de tudo que você escreveu e, abarca ainda dicção do falante, nosso nível de concentração e relaxamento do cérebro, nossas referências prévias na própria língua (português) das palavras contidas no vídeo, nosso interesse pelo assunto e obviamente, nosso nível de proficiência.

É esperado que estas "lacunas" sejam praticamente preenchidas a medida em que o nível de fluência melhora; Entretanto, penso que sempre haverá esta sensação de altos e baixos, espécie de pequenos "apagões" na mente, causados ao meu ver, principalmente pelo nosso estado físico/mental no momento, e também pela dificuldade em compreender a dicção de certos falantes.

Acredite, por mais que você seja fluente, sempre haverá aqueles sujeitos, inclusive falantes nativos, que de tão ruim que articulam as palavras, é humanamente impossível compreender tudo o que falam. Isto não ocorre apenas numa 2ª língua, é comum também na nossa própria língua (português), quantas vezes não conseguimos entender frases e palavras ditas por alguém, observe!

Como você bem disse " o aprendizado não é linear ", sim! A linguagem não é inerte, tampouco ciência exata. Aqui, eu faria um adendo que tenho observado há anos: O povo Japonês (particularmente), geralmente possui grande dificuldade em aprender novas línguas, sobretudo as ocidentais ou de raízes diferentes da dele (Inglês no caso). Uma das razões, parece ser a de encarar o aprendizado para aquisição destas línguas como uma ciência exata, onde tudo é inanimado, calculado, sequencial... Ai, se torna mais difícil, né.

É isto!
MENSAGEM PATROCINADA Para aprender mais sobre os Tempos Verbais baixe agora o: Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário PPAULO 35970 4 32 631
Ué! Tem dias que me chamam de "O Oráculo", me trazem redações ou documentos para que eu dê uma olhada, para que eu veja erros ou sugira correções. E há dias em que eu nem lembro a acepção de uma certa palavra ou outra em português... Há horas em que fico com dificuldade de expressar uma certa idéia em contexto da forma mais apropriada. Se isso acontece em português, imagine em inglês!
Para complicar mais, há tempos em que lembro de uma palavra em inglês e ela teima em "aparecer" quando tento explicar ou me referir à algo em português. Ou seja, lembro algo em inglês e não o equivalente em português!
Inglês, uma professora minha dizia, é a língua que tem mais palavras, pois aglutina palavras de outras línguas o tempo todo. Além de haver a línguagem coloquial, informal e as diversas interações dentro dos próprios países em que se usa o inglês.
Assim, como não usamos o inglês como usamos a nossa língua-mãe, é normal que cheguemos a um certo padrão, dizem que há até um Inglês Global (ou internacional) que, de certo modo, o uniformiza para os falantes de ESL.
Outro fator é o chamado "platô de aprendizagem". Há quem diga que é quando o cérebro está dando um "defrag" nas informações, é então quando achamos que estamos "parados" mas é apenas uma "desaceleração" para que o cérebro se organize.
https://blogdopedrojunior.wordpress.com ... er-ingles/
Além de outros possíveis fatores contribuintes, como falta de descanso, ou até um professor/curso etc, que traga um novo método ou nos tire da zona de conforto, etc.
Enfim, é um caso-a-caso com muitos fatores em jogo. Mas calma, assim como as ondas do mar, tem idas e voltas, relaxa! Nada como um dia atrás do outro, de repente amanhã você se surpreende falando em inglês algumas coisas, e as pessoas dizendo que você é a pessoa que sabe inglês pra caramba!
Sim, acontece!