Intercâmbio nos EUA: Estudar ou trabalhar?

ariel_cunha
Olá, pessoal. Estou há muito tempo focado na ideia de aprimorar o meu inglês. Encontro-me hoje entre os níveis Intermediário e Avançado. Para isto, venho me preparando no aprendizado da língua inglesa aqui no Brasil e pretendo, ao fim deste ciclo, realizar um intercâmbio nos EUA, antes da minha graduação na faculdade. Só que, apesar da minha busca por informações, ainda não sei precisar o que seria melhor, se estudar por lá ou trabalhar. Infelizmente, com a greve dos professores das universidades federais no ano passado, meu tempo livre para realizar a viagem para os EUA diminuiu muito, pois as férias foram comprimidas para compensar o período sem aulas. Assim, pretendo realizar o intercâmbio em apenas 1 mês. Dentro da experiência de todos por aqui, gostaria de saber o que seria mais proveitoso para o desenvolvimento do inglês, se estudar ou trabalhar por lá dentro deste período de 1 mês, a acontecer muito provavelmente em setembro deste ano de 2013. Além disso, se possível, completem as respostas com os locais mais viáveis para a realização do intercâmbio, tanto em termos financeiros quanto de aprendizado. Obrigado!
MENSAGEM PATROCINADA Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 15 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores e linguistas certificados. O resultado sai na hora e com gabarito.

Iniciar o Teste Online!
15 respostas
Ordenar por: Data

Lucas PAYNE 260 7
Intercâmbio por conta própria, agência?

ariel_cunha
Minha maior vontade é fazer por conta própria. Mas, se a probabilidade de insucesso for muito alta, vou acabar cedendo a agências. Porém o desejo mesmo é fazer por conta própria.

Lucas PAYNE 260 7
Vamos a ver.
Quem já esteve em grandes capitais sabe que é muito mais barato se viver em cidades próximas do centro.
Primeira dica para poupar seus dólares: Fique aos arredores, nunca no centro do estado em que se hospedar.

Trabalhar: A não ser que você tenha adquirido um pacote por agência onde inclua essa opção, trabalhar com visto de turista é ilegal. (Não vale a pena fazer um visto para estudante, pois são apenas 30 dias, e o visto de turista lhe permite estudar sem dizer que é muito mais facil de se obter.)

Foque nos estudos, escolha um curso que caiba no teu bolso, pois nem sempre o mais caro é o melhor.

Falando um pouco de valor, acredito que você já saiba,

De passagens em baixa temporada em torno de U$$ 800,00 - U$$ 1000.00 Ida-volta (www.decolar.com)
Curso de 4 semanas intensivo USD 1,690.00 (www.lsi.edu/br/) deve ter mais barato.

De gastos pessoais mais comprovação de renda fica por cada um.

Espero ter ajudado, boa sorte.

ariel_cunha
Você sabe quanto tempo leva para que o visto seja concedido, seja na modalidade para turismo ou para trabalho? Você tem alguma experiência de trabalho ou estudo por lá? Se sim, o que achou melhor para o desenvolvimento de seu inglês? Este curso LSI é o que você mais recomenda? E, dentre as regiões dos EUA, qual você considera melhor para o aprendizado?

Flavia.lm 4055 1 10 94
Ariel,

Infelizmente aqui no fórum não temos condições de lhe responder a todas estas perguntas.

Sobre o visto, recomendo contato no consulado americano da região que você mora, pois isso varia bastante.

Uma vez, em contato com uma agência, me foi oferecida a opção de trabalhar por poucas semanas nos EUA. As opções eram para trabalhar em parques, como operador dos brinquedos/atrações ou lanchonetes. Na época, não me interessei e achei mais interessante me dedicar às aulas e turismo.

Tenho um amigo espanhol que fez curso de 9 meses na Califórnia e agora está estagiando por lá. Infelizmente não sei se foi possível apenas com o visto de estudante ou se ele precisou alterar o visto.

Sobre as melhores regiões, a única coisa que eu já ouvi falar é que o lado leste é mais "paulista" e o lado oeste é mais "carioca" :D

Se você não faz questão de conhecer um lugar específico, fuja dos grandes centros pois eles são apinhados de brasileiros!
MENSAGEM PATROCINADA Vamos aprender sobre os famosos Modal Verbs? Faça o download do guia "Verbos Modais em inglês" da English Live. Você conhecerá os tipos de modal verbs, o que cada um deles significa e exemplos de como usar no dia a dia.

Download do Guia em PDF - Grátis!

sagomes
Bom se voce quer trabalhar e estudar ao mesmo tempo eu lhe aconselho a participar do programa de AUPAIR assim voce trabalha 40 horas semanais para uma familia e ganha por isso. O programa tem a duracao de 1 ano podendo ser renovado por mais 6,9 or 12 meses.

Bom se vc quer ficar somente por um pequeno tempo .... procure uma boa escola geralmente sem agencia sai mais barato, decisa o destina e pesquise sobre a cidade, transporte tudo o que poder fazer para economizar. E trabalhar e complicado pq visto de estudante nao tem permissao para trabalhar....

Bom se precisar de mais alguma dica so perguntar e boa sorte ;)

Lucas PAYNE 260 7
Ariel,

Sou cidadão europeu, desde a primeira vez que visitei os EUA (2010) sempre usei o ESTA (Eletronic System for Travel Authorization) disponível para cidadãos europeus.
Preencho minha ficha, pago U$$ 14,00 e embarco sem problemas.
Assim como futuramente você ira fazer, estudei por 4 semanas, mas eu já falava inglês, ou achava que falava até chegar lá. Melhorei muito, e aprendi muito também.
Não existe melhor região, estando lá você estará cercado pelo idioma e aprender... depende exclusivamente de você.

Renato Galha 50
Olá Ariel,

Primeiramente gostaria de lhe dar boas vindas ao fórum, espero que possamos lhe ajudar.

Como o período que você tem disponível é curto, apenas 1 mês. Eu te aconselho a tirar esse mês para viajar, ou para estudar inglês.

Em relação a trabalhar, não sei se existe algúm programa de trabalho por apenas 1 mês. E caso existe você teria que fazer por alguma agência, e pelo que vi, você prefere fazer esse intercâmbio por conta própria.

Com o visto de turista você pode viajar como pode estudar. Não precisa tentar tirar o visto de estudante.
Se você resolver ir estudar, e quer ir com o visto de turista, o processo, é um pouco mais fácil. Você não tem que lidar com a escola, esperar a emissão do I-20 e pagar as taxas que o visto de estudante exige.

Eu acredito que o visto de turista voceê consiga tirar em 1 – 2 meses até menos. Mas depende da onde você irá tentar tirar o visto. Mas hoje esse processo esta sendo bem rápido.

Você está pedindo relatos de experiência. Bom eu trabalhei por 1 ano em um Parque Aquático em Wisconsin Dells. 1 ano é tempo suficiente para aprender inglês, você pode não sair fluente, mas irá ter um nivel avançado da língua. O problema que esse tipo de programa as vagas oferecidas não são as melhores. Dificilmente você irá trabalhar em um escritório. Normalmente o emprego que você irá realizar exigirá um inglês básico. E isso não irá te ajudar a desenvolver a língua. Essa experiência de trabalhar no exterior é muito boa. Mas eu apenas aconselho se for para ficar no mínimo 6 meses, menos que isso não acho que seja válido.

Em relação a melhor região para aprendizado. Fuja das cidades que tem muito brasileiro, pois mesmo que você não queira, você acaba conhecendo e passando tempo com eles, ou seja, irá falar mais português do que inglês. Cidades como New York e Miami e Boston o risco disso acontecer é muito grande. Por experiência própria te indico Chicago. Estou aqui a 4 anos e conheço pouquissímos brasileiros aqui. Na escola que eu estudei, não tinha nenhum brasileiro, hoje tem apenas 4, sendo que são 3 campus, a chance de ter aula na mesma sala é bem pequena.

Bom espero ter lhe ajudado,

ariel_cunha
Primeiramente, obrigado a todos que me responderam por aqui.

Pelo que vi, parece mais vantajoso tirar o mês para estudar e não trabalhar, principalmente pelo curto tempo para um serviço. Com relação ao visto, tudo indica que o de turista é o mais viável, pois é menos burocrático e também permite estudar.

Agora, esta opção de estudar é algo que tem bastante oferta por lá? Os cursos são realmente bons, realmente valem a pena? O que é lecionado neste tipo de ensino? Parece até mesmo que a prática do inglês acabaria acontecendo mais não com nativos, e sim com outros estrangeiros que também estivessem no curso.

E, a respeito das cidades, é bem interessante o que foi falado a respeito da escolha de locais com menos estrangeiros. Quais cidades se encaixariam mais neste perfil, além de Chicago?

Novamente, muito obrigado pela atenção de vocês.

Flavia.lm 4055 1 10 94
Ariel,

Eis uma excelente pergunta: será que no intercâmbio vc não vai acabar se deparando com gente que fala menos inglês que você? A resposta é: Sim, vai.
E quer saber? Isso é ótimo, pois a troca é sempre vantajosa.

E eu tive muito contato com nativos nas seguintes situações: minha professora, que passava muita experiência além do conteúdo das aulas, os funcionários da escola, os funcionários do mercadinho onde eu comprava minhas guloseimas, os guias turísticos dos passeios que fiz, o cobrador do ônibus, os vendedores das lojas, os garçons dos restaurantes, etc, etc, etc...

Veja "Custos e Escolha do Local" no item 3 do meu artigo abaixo:
Intercâmbio nos EUA: Principais questionamentos

Flavia.lm 4055 1 10 94
ah... e eu tinha que (tentar) me comunicar com a chinesa que limpava meu quarto (e que não falava inglês!) rs

lucalenq 10
ariel_cunha escreveu:Primeiramente, obrigado a todos que me responderam por aqui.

Pelo que vi, parece mais vantajoso tirar o mês para estudar e não trabalhar, principalmente pelo curto tempo para um serviço. Com relação ao visto, tudo indica que o de turista é o mais viável, pois é menos burocrático e também permite estudar.

Agora, esta opção de estudar é algo que tem bastante oferta por lá? Os cursos são realmente bons, realmente valem a pena? O que é lecionado neste tipo de ensino? Parece até mesmo que a prática do inglês acabaria acontecendo mais não com nativos, e sim com outros estrangeiros que também estivessem no curso.

E, a respeito das cidades, é bem interessante o que foi falado a respeito da escolha de locais com menos estrangeiros. Quais cidades se encaixariam mais neste perfil, além de Chicago?

Novamente, muito obrigado pela atenção de vocês.
Você tem várias opções de cursos disponíveis em todos os países de língua inglesa! :)

Os cursos são bons a partir do momento em que o aluno está realmente motivado a aprender inglês, e não ficar amigo do primeiro brasileiro que aparece. Isso acontece bastante e a pessoa acaba falando português mais do que deveria.

O fato de praticar no começo com os não nativos é boa porque ajuda a perder a vergonha de falar e estabelece amizades com pessoas que só terão o inglês como língua de comunicação :)

Como foi mencionado, ir para cidades com poucos brasileiros ajuda muito. No meu caso, aqui em Montreal, Canadá, você vê muito menos brasileiros se comparados à Toronto e Vancouver, que estão lotadas! Estudei aqui em Montreal e recomendo, adoro a cidade!

Boa sorte! :)

ariel_cunha
Mais uma vez, obrigado pela atenção de vocês.
Parece que ficou claro que a opção pelo estudo, dentro do período de 1 mês que terei será a melhor opção.
Eu li seu artigo, Flávia. Muito bom também.
Agora vou começar a pesquisar nas agências pois, mesmo que eu prefira ir por conta própria, com certeza vou captar muitas informações com elas.
Obrigado.

Ítalo Cavalcante
Opa Renato Galha, amigo você falou que trabalhou durante 1 ano em um parque aquático em Wisconsin Dell, mas você foi como turista e depois estendeu seu visto ou você já foi com visto de estudante ?

Renato Galha 50
Ítalo,

Eu fui com o visto J-1, que é o visto de intercambista. Esse visto possibilita estudantes (ensino superior) a fazer o programa de Work and travel (3 meses de trabalho e 1 de férias) nos EUA. No meu caso por na época do intercâmbio, eu era aluno de Hotelaria, eu pude ficar por 12 meses.
Depois desse 1 ano, fui para Chicago para estudar, e fiz a mudança do visto para o F-1 (estudante).
Caso tenha mais perguntas estou aqui para ajudar.

MENSAGEM PATROCINADA Evite gafes, baixe o guia sobre Gestos Internacionais da English Live. Você irá aprender: Gestos de mão engraçados (alguns nem tanto!) e erros comuns com gestos que tem significados diferentes.

Download do Guia em PDF - Grátis!