Ouvir e Falar: Como acontece?

Pessoal, tudo bem?

Eu tenho uma teoria pessoal em relação ao fato de se escutar uma outra língua que vou descrever a seguir. Eu acredito que o fato de escutar e entender uma língua é intimamente ligado ao fato de nós conseguirmos reproduzir os sons que nós escutamos. Pessoas que têm deficiência auditiva não conseguem falar de maneira clara às vezes por exemplo. Quer dizer: o fato de falar bem está ligado diretamente ao fato de escutar bem. Quero deixar claro que não tenho o intuito de ofender ninguém.

Então, eu penso que para se entender adequadamente algo que está sendo dito é essencial identificar a unidade da palavra. Por exemplo, quando alguém diz uma "palavra nova", no meio de um comentário, na língua portuguesa, eu consigo identificar com precisão esta "palavra nova".

Querendo ou não, quando nós nascemos a língua já existia o que nós aprendemos foi a identificar a unidade que possui significado: que é a palavra e assim aprender a emitir o som correspondente a ela, e também dessa maneira usá-lo conforme nossas necessidades.

O que eu quero saber é se este fato possui algum nome específico e se alguém pode indicar alguma referência de leitura.

Desde já obrigado.
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário PPAULO 39795 6 32 695
É um tópico quase fora do escopo de inglês, mas ao mesmo tempo tem a ver. Uma vez que aprendemos inglês pelo escutar também.
De qualquer forma, muitos irão pensar de outro modo, uma vez que chegando aqui, supõe-se que o indivíduo tem a habilidade de escutar e de falar, pelo menos medianamente.

Mas não concordo totalmente com suas afirmações; parcialmente (ou de algum ponto de vista) tudo bem.
O fato de alguém não tendo ouvido uma única palavra não saber reproduzir é fato, mas e aqueles que escutam e não reproduzem palavras de forma correta?
O fato de entender uma língua nem sempre é tão intimamente ligado ao fato de reproduzir os sons corretamente, muitos brasileiros que estudam espanhol sabem disso, escutam e entendem quase que perfeitamente. Mas vá tentar falar pra ver...!
Isso sem falar daqueles que não estudaram, não tiveram oportunidade, mas por exemplo veem uma novela ou filme e sabem perfeitamente o que está se passando (ou pelo menos quase que perfeitamente, pois há o fator sutileza, o subliminar, o intertextual etc.)
Por outro lado, há pessoas com um repertório de palabras bem pequeno mas ainda assim se comunicam muito bem, dadas as circunstâncias.
Isso só para simplificar um pouquinho, se cavar tem muito mais...
Mas esse comentário é só para mostrar que as coisas podem não ser tão simples quanto pensamos.

Quanto ao seu pedido no final da mensagem, aí vaí um texto relacionado ao assunto:
http://www.scielo.br/scielo.php?script= ... 5000100308