Tradução de ''the ground came up against these windows..."

Avatar do usuário Albert Rocha 245 3
Estou com dúvidas de como traduzir o texto abaixo... Na verdade, talvez não seja uma dúvida de tradução, e sim de interpretação, pois eu creio que consigo traduzir, mas ainda assim não consigo entender o cenário descrito:

"As you went down the room, the ground came up against these windows, until finally there was only a narrow line of daylight at the top"


"À medida que você descia pela sala, o solo se elevava em relação a essas janelas, até que finalmente houvesse apenas uma estreita linha de luz do dia no top." (minha tradução)

Apesar de conseguir traduzir, não consigo entender a cena. Pois se você caminha descendo uma "rampa", o solo se distancia em relação às janelas e não se aproxima, como diz aí

Persistindo, fui pegar o texto no livro original, sem adaptação, mas ainda assim continuo sem entender a cena.

"As you went down the length, the ground came up against these windows, until at last there was a pit like the "area" of a London house before each, and only a narrow line of daylight at the top"

Alguém que conseguiu, pode me ajudar? Aceito anexos de imagem, se necessário ^^

WELLS, H.G. The Time Machine. Penguin Readers Level 4. Pearson Education, 2008, p. 47.
MENSAGEM PATROCINADA Para aprender mais sobre os Tempos Verbais baixe agora o: Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um resumo bem estruturado para revisar os conceitos que você aprendeu na escola.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário PPAULO 38675 6 32 676
It says that it was slit-like windows. So, you can think of a kind of building that isn´t linear and the windows are something slit-like (and I believe, from the description) and possibly the ground grows at a slanted angle.

Anyway, I would say that an (almost) apt description would be:

As you went down the length, the ground came up against these windows, until at last there was a pit like the "area" of a London house before each, and only a narrow line of daylight at the top"

E quando você descesse ao longo da extensão do terreno, o chão (o solo) se deparava (come up against) essas janelas; até que por fim, havia um uma área de abismo [um área de fosso] do tamanho de Londres, diante de cada [janela]. E somente uma linha tênue da luz natural no topo/lá em cima.

Na prática o chão "pára" ao chegar às janelas, logo abaixo delas, pois se tem janelas há uma parede em que elas estejam situadas. Porém o fato de haver paredes não é enfatizado e sim as janelas, que é o que mais marcou o autor do texto.

Bom, é a "minha imagem" da cena aqui. Outros podem melhorar a descrição, adaptar ou mudá-la completamente. Vamos esperar por mais comentários.
Avatar do usuário Albert Rocha 245 3
PPaulo

1- Seria algo assim?
Imagem

2- Então, came up against não teria relação com subida, e sim com o encontro do chão com as janelas?

3- Existe uma área de solo específica abaixo de cada janela, para usarem o termo each? Na imagem que produzi acima, não consegui representar isso.
Avatar do usuário PPAULO 38675 6 32 676
https://www.shmoop.com/time-machine-hg-wells/chapter-8-full-text-3.html

Lendo o capítulo todo (acima) mudei de concepção.

Had it not been for her I do not think I should have noticed that the floor of the gallery sloped at all. [Footnote: It may be, of course, that the floor did not slope, but that the museum was built into the side of a hill.--ED.] The end I had come in at was quite above ground, and was lit by rare slit-like windows. As you went down the length, the ground came up against these windows, until at last there was a pit like the "area" of a London house before each, and only a narrow line of daylight at the top.


Bom. A parte negritada (word letters in bold- em inglês) diz que a extremidade em que ele estava ficava bem acima do chão, o que dá aquela sensação de estar no ar, e que pra ele deu a sensação de que o compartimento era inclinado. Mas depois ele viu que não; na verdade era por estava muito alto, acima do chão. Isto ele percebeu da ponta/do canto aonde ele estava.

Ainda da perspectiva dele, e de onde ele estava (chegando mais pras janelas) ele percebeu que a luz vinha das janelas que eram do tipo "rachaduras laterais" podemos dizer assim. Por essas janelas-fendas é que vinha a luz lá de fora. E quando ele cruzava a extensão do compartimento/aposento ele viu que o chão vinha até as janelas/que o chão se deparava com as janelas. Aquela sensação de vazio, de altura, como se o chão tivesse chegado até lá (de repente, inexplicavelmente)
Neste ponto da narrativa (com essa descrição) já dá pra entender que é como se fosse uma daquelas plataformas de onde se pula de asa delta, isto é, a pessoa sabe que "o chão se depara" com a plataforma. Ele chega lá, mas o expectador mais sente do que vê (ele só verá se olhar pra trás após o pulo, o que é improvável porém não impossível). Essa é a descrição dada por "the ground came up against these windows''.
É como se o chão tivesse sido "humanizado", ou seja "o chão chegou até a janela" de algum modo, como se fosse um alpinista ou coisa assim!

Until at last there was a pit like the "area" of a London house before each, and only a narrow line of daylight at the top"
Até que finalmente havia um fosso de área do tamanho de uma casa londrina, diante de cada janela. E aí, apenas uma tênue linha de luz natural no topo (da janela - provalvemente).

Obrigado pela sacada e por ter visto o detalhe de ser do tamanho de uma "casa londrina", é isso mesmo!

O desenho me pareceu uma espécie de "escuridão já vi pior", mas entendo que haveria um lusco-fusco, uma espécie de pouca luz como a que entra numa
Caverna. Mas a luz é indireta, então a luz mais forte é a que vem de cima, no caso da janela viria da direção em que o sol (ou outra fonte de luz) incide.

Eu estava assumindo, erradamente, que ele estava vendo de fora da construção, mas era o oposto. Ele estava olhando de dentro, e ao percorrer a extensão do compartimento ele passava a olhar para o lado de fora, provalvemente por meio das tais janelas.
Avatar do usuário Albert Rocha 245 3
Ler sua explicação me deixou ainda mais confuso ^^

Seria algo assim?
Imagem

Na verdade, se fosse assim, duas coisas ficariam incoerentes:
- No final não restaria apenas uma estreita linha de luz no topo (não faz o menor sentido);
- A área vista pela janela seria gigante, tipo um abismo talvez, e não um "buraco" do tamanho de uma casa.

Obs.: Quem estiver acompanhando o tópico e puder dar também uma sugestão, seja bem-vindo.
Avatar do usuário PPAULO 38675 6 32 676
A estreita luz a que se refere é a luz natural (daylight).

Nas grandes cidades onde as casas tem forro não é comum hoje em dia, mas para efeito de ilustração:
Ocorre um fenômeno em que uma telha esteja afastada e deixe uma fresta, a luz natural (do sol) será mais forte na fresta entre essa telha e outra.
Um feixe de raios de sol iluminarão o ambiente; digamos, um quarto, essa luz será indireta e bem mais fraca. Então a luz que se vê na fresta é a luz forte, e é aqui que o autor deve ter falado da luz do topo da janela. Contudo eu não excluo a possibilidade de ser o topo do fosso (onde a luz chegaria ainda forte, se fosse o caso).

A construção é que ficaria num local tipo um abismo, que dava essa impressão, e na frente se vê os fossos, ao chegar diante de cada janela.
E finalmente, poderia ser uma espécie de abismo - alto mas não tão drásticamente alto - e que teria os fossos lá em baixo. Como não fossem altos demais os fossos seriam visíveis, afinal uma casa não é tão grande. Se fosse um abismo alto não daria para se ter a dimensão dos fossos do tamanho de uma casa. Essa é minha concepção, pelo menos no momento.
Avatar do usuário PPAULO 38675 6 32 676
Não é totalmente o caso de lá, mas a seguinte foto pode servir de exemplo de um lugar onde ao chegar na janela poderia ter aquela impressão da qual falei.
Ou seja, não precisa ser um abismo abismal (desculpe o trocadilho redundante) para se ter o efeito de que a casa "termina" e o chão se encontra com a janela.

https://i.pinimg.com/474x/34/e9/19/34e91935df97dcecf7f2127a825e4c92--colorado-places-to-visit-colorado-trip.jpg

Podemos esquecer que tem um córrego aqui, e aumentar um pouco mais a profundidade até o chão, talvez (e com certeza o tamanho da edificação para se adaptar...), aí sim poderíamos colocar os fossos na parte de baixo.