Será que estou começando a estudar inglês corretamente?

Olá amigos!

Eu tenho uma dúvida...
Quantas palavras em média eu tenho que ter em meu vocabulário para conseguir ler fluentemente revistas como Scientific American (em inglês) sem recorrer a um dicionário? (com exceção de palavras técnicas)
Se eu conseguir ler uma revista deste porte, provavelmente consigo ler também qualquer coisa.

Eu estou estudando a gramática disponibilizada aqui no fórum + As palavras mais comuns da língua inglesa feito por Rubens Queiroz de Almeida.

Será que tá bom para o começo?
MENSAGEM PATROCINADA Você sabe como está o seu nível de inglês? Teste agora GRÁTIS em apenas alguns minutos.

Clique aqui para iniciar o Teste Online!
Avatar do usuário Lucas PAYNE 260 7
quantas palavras ao certo eu não sei mas se você souber juntar, umas 1500 palavras você já consegue se virar e muito bem.
"Eu estou estudando a gramática disponibilizada aqui no fórum + As palavras mais comuns da língua inglesa feito por Rubens Queiroz de Almeida. Será que tá bom para o começo?"

Eu também estudei esse ebook do Rubens. Ajudou muito a minha leitura.

Seguindo o mesmo raciocínio desse ebook, as 3000 palavras mais comuns correspondem a 95% de qualquer texto
com apenas 5% de palavras novas, você vai conseguir entender várias palavras pelo contexto.

Além disso, tem várias palavras técnicas que são cognatas. Sem falar nas figurinhas...rsrs
O que sobrar, se for importante para a sua compreensão, você procura no dicionário.

A medida em que você for lendo textos sobre o mesmo assunto, você vai adquirindo o vocabulário específico daquele tema e a leitura vai ficando mais fácil.

Acredito que a partir dessa marca das 3000 palavras, o que vai determinar o seu desempenho sobre os demais 5% será o seu conhecimento do vocabulário específico do tema em questão.

Tipo, eu faço engenharia civil e aprendi várias palavras novas na faculdade (quase um mini-dicionario).
Tem várias palavras estranhas que eu não posso nem falar em público pra evitar de arrumar confusão.
São palavras que a grande maioria dos falantes nativos de português nunca escutam e não perdem nada por causa disso.

Sucesso.
Abraços.
Avatar do usuário Donay Mendonça 49115 21 73 1138
TSalvio,

Quantas palavras em média eu tenho que ter em meu vocabulário para conseguir ler fluentemente revistas como Scientific American (em inglês) sem recorrer a um dicionário? (com exceção de palavras técnicas)


Em média, precisa-se de umas 2500 palavras das mais comuns no idioma para se fazer uma leitura razoável; não se preocupe com médias, números, etc; preocupe-se com a qualidade e intensidade do seu aprendizado. Direcione seus estudos para o lado prático/conversação e você vai obter ótimos resultados em menor tempo.


Boa sorte!
a curiosidade que surgiu agora é como contar as palavras que eu conheço?
Método "Roundhouse Kick" para saber quantas palavras em inglês você sabe.

1. Pegue um dicionário
2. Escolha 10 páginas aleatórias e, em cada uma, conte quantas palavras você conhece.
3. Some o total de palavras conhecidas encontradas nessas 10 páginas, divida por 10 (para achar a média) e multiplique pelo número de páginas do dicionário.

O resultado é um guesstimate do tamanho do seu vocabulário.

PS: primeira vez na vida que eu acho uma utilidade para essa palavra.
Curiosamente, dentre tantas palavras que eu tentei aprender e esqueci essa eu sempre tentei esquecer e... aprendi!

PPS: quanto mais páginas você usar melhor vai ser a aproximação
Abraços.
haha Valeu Pedro
Eu leio diariamente desde que comecei a estudar inglês de verdade há uns 4,5 anos. Imprimi gramáticas português-inglês e inglês-inglês (você encontra facilmente no 4shared) e como gosto de mixed martial arts ou valetudo, comecei a acompanhar os noticiários diariamente e com o tempo comecei a traduzir de um idioma para outro até aprender a organizar as ideias e a perceber as diferenças principais entre as línguas.

A dica é procurar ler sobre algum assunto de seu interesse, esporte, política, religião. Isso te dará um ótimo suporte mas a leitura se torna mais proveitosa quanto mais você varia seus objetos de procura. É interessante ler um pouco sobre negócios, relacionamentos, estilos de vida, biografias. Isso tudo sem falar em gramática, livro-texto, phrasal verbos, gírias e idioms.

Sempre fiz da escola o meu suporte para as dúvidas com as quais me deparava no dia a dia. Buscava a resposta e sempre usava o novo vocabulário em sala de aula. O professor ora me corrigia, ora me elogiava pelo interesse e pelo uso correto da palavra ou expressão. Isso estimula o aluno. Agregava todo o conhecimento ao que aprendia na escola e hoje me sinto satisfeito com o aprendi mas nunca deixei de estudar e até de rever velhos assuntos.

Optei por iniciar o curso desde o nível básico e não me arrependo. Há palavras simples, expressões fáceis e construções gramaticais que uso até hoje, além de um vasto vocabulário que muitos alunos tido como avançados desconhecem (sim, há pessoas que se preocupam com o que é difícil mas não sabem escrever números, por exemplo).

A partir do nível intermediário percebi que possuía uma bagagem considerável pois conhecia os tempos verbais dos verbos mais usados, algumas expressões idiomáticas e já possuía um bom vocabulário, acima de 2.000 palavras. Nunca dei atenção ao número de palavras que conheço mas uma dica que coloquei em prática foi a de procurar aprender ao menos uma palavra ou expressão todos os dias. É importante incluí-las em textos ou mesmo em conversas para não esquecê-las.

Existem várias formas de iniciar os estudos e aqueles que já estão no nível avançado ou que já são fluentes possuem experiências pessoais para compartilhar e enriquecer o fórum. Ouvi de um professor que os alunos são cientistas e por isso nunca param de estudar e sempre buscam o autoaprendizado como ferramenta de desenvolvimento das quatro habilidades fundamentais da língua estrangeira que se estuda. E é verdade, viu, podem apostar.

O segredo é estudar por prazer, porque gosta da sonoridade, da leitura de livros e revistas, dos programas esportivos, seriados e noticiários. O número de palavras nunca será suficiente para esse tipo de aluno ou mesmo professor pois os mais aplicados sempre buscam o aprimoramento para falar e escrever como um nativo. Estou certo de que encontrará seu caminho. Bons estudos.
Educr1 escreveu:A dica é procurar ler sobre algum assunto de seu interesse, esporte, política, religião. Isso te dará um ótimo suporte mas a leitura se torna mais proveitosa quanto mais você varia seus objetos de procura.


aham, é isso aí.

Além de que, esses são os assuntos sobre os quais você vai querer falar a respeito quando você for conversar em inglês.
MENSAGEM PATROCINADA Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo patamar.

Clique aqui para conhecer o curso!