Aprendendo inglês de forma autodidata

Olá todos!

Primeiramente quero parabenizar ao Alessandro e a todos pelo fórum, que é excelente! Sou nova aqui e nova também no aprendizado do inglês. Gosto bastante da língua, especialmente das músicas americanas, inglesas e irlandesas, e acredito que isso facilitará bastante o meu aprendizado. Percebi também que tenho uma enorme facilidade para gravar a escrita de uma palavra em inglês, então espero não ter problemas com o writing.

Mas, gostaria da opinião de vocês: vale a pena investir em um estudo totalmente autodidata, pelo menos a princípio (nível básico), "apenas" com livros como o Essential Grammar In Use, a revista Speak Up, o dicionário Michaellis, o LiveMocha e blogs como o English Experts e o Inglês na Ponta da Língua? Pergunto isso porque após muito pesquisar nas escolas da minha cidade e na internet, percebi que apesar das mensalidades salgadas (e o material idem!), muitos ex-alunos parecem não ter tido um resultado satisfatório. Há quem passe anos a fio estudando nessas escolas e não sai do beabá.

Ressalto que o meu objetivo é chegar ao nível avançado do inglês em 4/5 anos, que é o tempo de eu terminar a minha faculdade de Engenharia. Ou seja, tenho tempo, bom material e muita disposição para aprender. Vale a pena deixar de lado aulas em uma escola regular de inglês? :D
Avatar do usuário Marcio_Farias 12280 1 21 206
Nandaraí, digo por experiência própria que a escola me ajudou muito; a interatividade entre os alunos também me ajudou, pois com eles conversava em inglês. Ou, pelo menos, praticava o inglês como sabia. Isso nos idos de 1971 a 1974 e subsequentemente sempre que nos encontrávamos.

Mesmo com toda a tecnologia à nossa disposição, o professor permanece como guru, o guru que norteia, dirige os nossos passos. No entanto, nunca deixei a peteca cair, q.d., mesmo tendo (há muito tempo) acabado os estudos na escola, continuo a praticar o inglês como autodidata. Este fórum, por exemplo, tem me ajudado muito.

Vamos ver outros testemunhos.
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Avatar do usuário Frank Florida 210 5
Olá Nandara,

Para mim, aprender de forma autodidata funcionou bastante bem... eu aprendi a maioria dos idiomas que eu falo sem professores ou escolas, inclusive o português... mas você precisa ser dedicada mesmo (o que você parece ser).

A grande vantagem de aprender sozinho é que você pode avançar no seu ritmo. Em qualquer grupo sempre vai ter alunos que aprendem mais rapidamente do que você, tanto como alunos que demoram mais...

Um grupo também pode distrair... quem está sozinho pode realmente concentrar e focar nos estudos, sem distrações.

Se você tem a disciplina de sentar na mesa cada dia com papel a caneta na mão, você pode lograr um bom resultado, mesmo sem professor.

Boa sorte!
Avatar do usuário felipeh6 2150 7 52
Hi NandaraLima,

Aproveito pra ratificar o que já escrevi anteriormente em outros posts aqui no fórum. Estudar de forma autoditada é válido, usar métodos e/ou fazer cursos, seja por conta própria e/ou tendo aulas particulares e/ou em escolas de Inglês, estudar aqui no EE ou qualquer outro site e/ou blog, tudo é válido, desde que você esteja ciente de que cada um deles é só mais uma peça no quebra-cabeça, que cada um deles é um complemento do todo que envolve o aprendizado de uma nova Língua. Fazer só uma destas "partes" provavelmente não faça você aprender uma nova Língua.

Na verdade, tudo vai depender do seu interesse, motivação, dedicação e da real vontade de aprender uma outra Língua. E de estar consciente de que leva tempo, obviamente que aí depende de cada um, pra alguns pode levar um pouco mais de tempo, para outros pode ser mais rápido, mas mesmo assim, em ambos os casos, será necessário um bom tempo de estudos!

Tem gente que adquire um curso/método através da Internet, achando que quando concluir, estará sabendo uma nova Língua pra sempre e pronto. Tem gente que começa a frequentar um curso em uma escola particular de Inglês e imagina que vão enfiar um chip na sua cabeça(exagerei um pouco aqui...) e tá tudo resolvido. E todos sabemos que não é bem assim. O motor de um carro, se não for ligado constantemente e se não receber manutenção adequada, pára e não funciona mais! Então, se você estiver ciente de que cada uma destas partes mencionadas acima é parte do processo, vai aprender sim a se comunicar usando outra Língua que não seja a sua Língua nativa.

Sincerely!
Muito obrigada a todos que responderam pela atenção! Realmente, acho válido o que cada um escreveu e vejo que cada pessoa que alcançou êxito em aprender uma nova língua seguiu um caminho diferente. Cada um tem suas experiências e acho todas elas válidas. Vou fazer tudo o que eu puder para manter a rotina e a disciplina em meus estudos, e vejo que este fórum será uma ajuda e tanto!

Felipeh6,

Ótima assinatura! Sou super fã do U2 e vou usar isso a meu favor no aprendizado do inglês. As músicas certamente me ajudarão bastante.

Bjos a todos.
Avatar do usuário Alessandro 2830 3 9 68
Oi Nandara,

Primeiramente, obrigado pelos elogios ao site.

NandaraLima escreveu:Mas, gostaria da opinião de vocês: vale a pena investir em um estudo totalmente autodidata, pelo menos a princípio (nível básico), "apenas" com livros como o Essential Grammar In Use, a revista Speak Up, o dicionário Michaellis, o LiveMocha e blogs como o English Experts e o Inglês na Ponta da Língua?

Pergunto isso porque após muito pesquisar nas escolas da minha cidade e na internet, percebi que apesar das mensalidades salgadas (e o material idem!), muitos ex-alunos parecem não ter tido um resultado satisfatório. Há quem passe anos a fio estudando nessas escolas e não sai do beabá.


É bom deixar claro que aprender de forma autodidata é muito válido principalmente para idiomas. Não dá pra aprender um idioma sem ser um pouco autodidata. Imagine só se todo o vocabulário e frases tivessem que ser ensinadas por um professor, isso não funciona. Atribuo a isso o fato de haver tanta reclamação por parte dos alunos dos cursos de inglês (seja online ou off-line), o aluno espera que o professor ensine o idioma, mas não dão a contrapartida, ou seja, não buscam inserir o novo idioma em seu cotidiano.

O fato de estudar numa escola não quer dizer que o aluno não deva ser autodidata. Hoje, com a experiência que tenho, não recomendo ninguém a sair da escola de idiomas (falo mais sobre isso abaixo).

Ou seja, tenho tempo, bom material e muita disposição para aprender. Vale a pena deixar de lado aulas em uma escola regular de inglês? :D


Eu encaro a escola não apenas o lugar onde o aluno vai assistir aulas e aprender com um professor. A escola é um ambiente onde o aluno entra no mundo e na cultura do outro idioma (pelo menos é assim que deveria ser). Encontrar com outros alunos, ver textos nos murais, conversar com professores. Tudo isso ajuda e acelera o aprendizado. Um idioma é algo que será usado socialmente, não faz sentido se isolar para estudá-lo. Quanto mais interação melhor.

Para terminar recomendo que assista a palestra do Benny Lewis no TED, ele fala um pouco sobre isso, "Palestra TEDx: estratégias de aprendizagem de idiomas".

Espero ter ajudado de alguma forma.

Obrigado pela participação aqui no fórum!
Sendo em escola ou por conta própria, o que vai contar é sua dedicação!!

Você disse que ex-alunos não tiverem resultados satisfatório, mas acredito que estes não se dedicaram como deveriam, pois ir só pra escola não vai te fazer um expert, a escola vai te passar o necessário, mas você é quem deve buscar o aperfeiçoamento!!

Muitos alunos começam o english e acham que estão fazendo muita coisa indo na escola, sendo que quando chegam em casa deixam o book de lado e só vai pegá-lo de novo na próxima aula!!

Vontade de aprender + dedicação = Aprendizado na certa!!
A fórmula do Luiz na última frase resume qualquer coisa que queremos obter ou ser na vida.
Minha opinião!

Estudo em casa todos os dias, pelo menos uma hora e meia por dia (manhã, tarde e noite). Sou cadastrado em alguns sites que disponibilizam dicas de como estudar, expressões, palavras novas e etc., o que é muito bom nos dias de hoje, essa facilidade de encontrar material para estudar. Além disso, tenho aulas de inglês todos os sábados durante duas horas. Nessas duas horas não dá pra aprender muito, claro, por isso estudo em casa, mas quando se estuda sozinho chega uma hora que você “meio que perde o rumo pra onde ir” e em uma escola de idiomas serve para “lhe dar um empurrãozinho de volta para essa estrada” difícil, mas prazerosa, porque de vez em quando aparecem algumas dúvidas que você pode até encontrar a resposta na internet, mas é muito mais fácil quando se tem um bom professor a disposição para uma conversa “ao vivo e acorisss” rsrs.

Bom, é isso, boa sorte!!
MENSAGEM PATROCINADA Leia o e-book Aprendendo Idiomas por Conta Própria e conheça as técnicas utilizadas pelos Experts para aprender idiomas. Com ele você vai aprender a aprender inglês!

Baixar uma Amostra Grátis!
olá, tudo bem?
Sou professor de Inglês há 15 anos e residi no Canadá por 10 anos. Nessa jornada de aquisicão do idioma aprendi que tudo é válido, desde que você estabeleça um contato perene e permanente. Entretanto o estudo auto-didata pode pecar no sentido de ausência de interlecutor, o que considero imprescindível.
TA-TA.