Ser fluente não é ser perfeito

Avatar do usuário Lucas PAYNE 260 7
Bom dia amigos do E&E espero que todos estejam maravilhosamente bem.
Hoje gostaria de compartilhar algumas situações que infelizmente tenho que passar e acredito que você estudante de idioma/s um dia também terá essa mesma experiência.
Quando comecei o meu aprendizado de idiomas me dedicava especialmente ao inglês por cerca de 3 ou 4 horas todos os dias, a cada 5 minutinhos que eu tinha disponível ou eu estava lendo ou estava ouvindo ou escrevendo. Quando começo a aprender uma coisa nova fico muito ansioso pelo prazer do conhecimento e isso é o que me motiva todos os dias a continuar trabalhando arduamente porque no final esse esforço será recompensado.
Eu tinha como objetivo ser fluente e não importava o que eu precisasse fazer para isso acontecer.Depois de muito tempo estudando em fim caiu a fixa e estava eu entendendo e sendo entendido por nativos e estudantes do idioma, encontrei pessoas de diversos lugares do mundo para praticar e sempre conseguíamos nos fazermos entender com louvor, independente de sotaque, de erros gramaticais, e a cima de tudo fiz muitas amizades.
O meu objetivo estava em mãos, lendo jornais,falando e escrevendo, me sentia poderoso e muito feliz por saber que isso foi resultado de muito esforço e dedicação pessoal. Porém como todos sabemos toda moeda tem seus dois lados e comigo não podia ser diferente.
Sempre gostei de participar de fóruns e blog’s contando a minha historia e mostrando o caminho das pedras as pessoas que também estão onde já estive, foi ai que encontrei pessoas que diziam que meu inglês era um inglês de favela, que não servia nem para adestrar um cão, que nunca teria um inglês perfeito, que aprender idiomas era uma perca de tempo e era coisa de rico, coisa que nunca fui. Não podia escrever um texto que alguns trolls de internet ficavam só ali esperando para apontar o dedo e dizer onde estava o erro. Gravava alguns vídeos praticando e era imperdoável pronunciar alguma palavra errada ou pecar nos tempos verbais. Ouvi e li de tudo, porém os meus sonhos e objetivos estavam a cima de tudo e de todos, estava decidido que ainda era cedo de mais para desistir, persisti e hoje trabalho em uma das maiores empresas petroquímicas do mundo, não foi graças a uma indicação, muito menos pelo estudo, foi simplesmente graças ao meu inglês de favela que não serve para adestrar cão, e o trabalho que faço é inteiramente ligado ao inglês e o utilizo de todas as formas ....
Estou sujeito a todos os tipos de erros que posam ocorrer, erro muito no meu próprio idioma e inclusive tenho certeza que você lendo esse texto pode notar isso, mas sera que isso é motivo para desistir? Claro que não, não devemos colocar a perfeição como objetivo mas sim como consequência de nossos esforços.
A mensagem que gostaria de deixar hoje aqui é que você estudante de idiomas pode sim ser fluente em qualquer idioma, você pode desenvolver qualquer tipo de trabalho em sua área sem pensar em perfeição. A pratica leva sim a perfeição , mas ser perfeito não é uma opção é uma escolha que você deve tomar seja no trabalho, estudos... na vida!

Ser perfeito é ser você mesmo.
Avatar do usuário Adriano Japan 760 1 17
Ótimo texto Lucas, parabéns!
Esse "inglês de favela" foi ótimo! kkk nunca ouvi falar em expressão assim... se fosse ao menos ghetto english eu entenderia...
O que posso te dizer é que sinceramente entre alguns países que já passei, parece que a única nacionalidade que estranhamente tem uma "aversão" ao conhecimento é o brasileiro, não querendo generalizar, lógico..
Mas incrível como às vezes o conhecimento é visto como uma coisa negativa entre esse povo, e se o indivíduo for insistente na busca do conhecimento então, a situação piora!
Pra te dar um exemplo já trabalhei como tradutor em algumas associações estrangeiras no Japan, são pessoas que não dominam o idioma e vão buscar informações sobre as mais diversas situações do cotidiano.. e sabe o que alguns me diziam?
Que não aprendiam a língua do país ou porquê só ficava no "gueto" brasileiro falando português mesmo, ou tinha sempre tradutor (às vezes o próprio filho!) que ajudasse.. e também não queriam aprender para não perder as "amizades" com os colegas de fábrica..
Como assim?
É que brasileiro que fala o idioma, dá bom dia, cumprimenta os funcionários japoneses, não falta no trabalho, e raramente chega atrasado é visto como "puxa-saco de japonês", quase uma ovelha negra, dá pra acreditar?
Confesso que demorei um pouco pra entender esse pensamento..

Só posso te desejar que continue firme, absolutamente nenhum conhecimento é desperdício de tempo, sempre terá uma utilidade na futuro. No caso do inglês então, não precisa nem falar mais nada né?
Deixe pra lá esses trolls que te tentam tirar do foco, certamente são pessoas invejosas, estacionadas na vida, incapazes de aprender um novo idioma e que desejam que o mundo inteiro seja ignorante como eles.
Pra terminar, fique com esta propaganda muito motivadora da Wise Up, tenho certeza que o mundo vai te chamar! ;)
E os trolls, continuarão aonde?
MENSAGEM PATROCINADA Você sabe como está o seu nível de inglês? Teste agora GRÁTIS em apenas alguns minutos.

Clique aqui para iniciar o Teste Online!
Lucas, parabéns! Concordo totalmente com seu texto - muito bem escrito por sinal! Enquanto você passa a vida querendo alcançar a perfeição em determinada área de sua vida, perde um tempo que poderia ser utilizado para outros conhecimentos. Eu mesmo aplico isso ao meu trabalho, não há como ser sempre perfeita em tudo, prefiro conhecer bem, de todas as ferramentas possíveis. Claro que é interessante se especializar na medida do possível, mas ser e se fazer entendido já é uma coisa ótima! Vou guardar seu texto para me motivar a um dia, quem sabe, ter uma fluência da "favela" também! HAHAHAH
É verdade a internet esta cheia destes Mr. Google, que sabem tudo e que não erra nunca. Se um nativo fala errado, escreve errado porque eu não posso? Porque eu tenho que ser perfeito na frente destes logico que é sempre bom evitar erros, mas também não é nenhum fim do mundo.
Mas o mais importante em uma comunicação é entender e ser entendido, se isto acontece: "Don't worry Child!" como diz a letra de uma musica.
Avatar do usuário Jonas Machado 700 9
Excelentes considerações, Lucas.
Oi, Lucas
Eu já estava desistindo do inglês pois tenho realmente muita dificuldade...estou retomando os estudos agora (novamente), contudo pretendo fazê-lo sozinha de casa, tenho fé que dessa vez eu consigo...O seu texto foi um excelente motivador.
Abraços
Avatar do usuário PPAULO 35970 4 32 631
Parabéns Lucas, e espero que não pense que sou daqueles que pegam no pé quando eu disse que acho que você quiz dizer "caiu ficha", em vez de ''fixa".
No mais parabéns pelo seu esforço e por ter entendido que o "perfeito" é inimigo do "bom", e que com o "bom'' você consegue se comunicar.
O importante é ser feliz consigo mesmo, e é claro que há muito mais pessoas para "empurrar pra baixo" do que elevar a auto-estima dos outros. Muitas vezes por verem os outros subindo lentamente as escadas do sucesso e auto-realização, sim há pessoas que não conseguem e não aceitam que outras consigam. Mas é só isso; pra aqueles que querem chegar lá, o céu é o limite. Uma formiga tem um objetivo (um doce, por exemplo) se colocarmos um obstáculo na frente, ela vai contornar e chegar lá do mesmo jeito. Talvez demore mais um pouquinho, mas ela chegará lá de qualquer jeito.
Obrigado por ter dividido a sua experiência e maturidade, e assim ter influenciado outros positivamente. É isso aí!
Olha PPaulo não me leve a mau, mas você também errou ao escrever quis com Z, ou seja, todos nós cometemos erros nisso ou naquilo. Mas o importante é mantermos o nosso foco e não permitir que pessoas que nao sabem dar bons conselhos nos façam desistir. Todo mundo tem condições para aprender inglês ou qualquer outro idioma. Basta que isso esteja mais do que certo na sua cabeça. O nosso cérebro é treinado e construído para aprender e ter os limites que nós mesmos colocamos.
Avatar do usuário PPAULO 35970 4 32 631
Verdade! não foi isso que eu quis fazer! :lol:
Obrigado, e seja bem vindo ao EE. ;)
MENSAGEM PATROCINADA Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido? Em 6 meses você pode elevar o seu inglês a um novo patamar.

Clique aqui para conhecer o curso!