Ouvir... uma questão de tempo.

Donay Mendonça 62995 22 99 1527
Olá Cyda,

Where have you been?

I´ve been waiting for you for a long time.

I love you.


Boa sorte!
Cambly Brasil - Mensagem Patrocinada Saiba já o seu nível de inglês - Converse grátis por 15 minutos com um professor e verifique como está o seu nível de inglês. Perder o medo de se comunicar é o primeiro passo para a fluência. Cadastre-se na Cambly e experimente o método sem compromisso.

Iniciar Conversação
camilolopes 15
Bruna teles escreveu:Muito boa idéia donay!!Excelente, mas quanto a conversaçao...como se faz no caso de uma pessoa que estuda sozinha? Existe uma saida?
Um grande abraço e muito obrigada!!Excelente trabalhO!!
opa! equanto a isso tem varias saidas que ajudam mais nao substitui o contato.

1. usar o skype para fazer meeting com outros colegas sobre um assunto especifico e ser algo disciplinado nada de pensar em portugues, e com um dicionario do lado esquecer uma palavra ir la consultar e tentar pronunciar
2. Fala sozinho enquanto anda, onde estiver, pense em ingles, fca uns caroes de expressoes ou palavras que queira aumentar o vocabulario e va criando frase ou pense em uma sitaucao e moce a simular
3. Grave sua voz usando algum programa no pc, e simule um dialogo mudando a entonacao para cada personagem.

Acredito que isso ajuda e muito qdo nao estar no pais onde vc nao encontra em cada esquina alguem falando ingles :D
flw! abraco! have a nice study :)
PrincessPolly 15
Hello, Donay.Gostaria de uma orientação sua.Quando leio algum texto em inglês,entendo o que estou lendo,sei que tenho
uma boa pronúncia de inglês americano,pois vários professores já disseram isso pra mim,porém,às vezes, quando quero conversar com alguém esqueço de algumas palavras para formar um diálogo,entende?Parece que dá um branco. Será que eu teria que memorizar palavras em inglês,para travar um diálogo corrido em inglês? ,sem ficar parando por alguns segundos
para "lembrar" das palavras que quero dizer?

Gosto muito do seu trabalho.O English Experts tem me ajudado muito.É um presente de Deus pra quem quer aprender o inglês por internet.

Have a nice day.Thanks a lot,
Donay Mendonça 62995 22 99 1527
Olá PrincessPolly,



É normal que isto aconteça,principalmente quando ainda não se está preparado o suficiente para as mais diversas situações que podem aparecer em uma conversa.Muitas vezes a ansiedade atrapalha um pouco,na vontade de falar tudo certinho como um nativo as vezes se cometem alguns errinhos.Aconselho você a olhar o lado positivo;já tem boa pronúncia,consegue ler bem,tem postura para participar de uma conversa em inglês,muitos dos meus alunos ainda não conseguiram o que você conseguiu.Prepare-se todos os dias,a prática leva à perfeição,com o tempo você vai adquirindo prática e não mais vai dar branco.


GOD BLESS!
PrincessPolly 15
Hello, Donay.
Thanks a lot for your advice.Have a wonderful day.
Donay Mendonça 62995 22 99 1527
Any time!


;)
Curso English Experts Há quanto tempo você estuda inglês? Já passou por sua cabeça que você pode estar estudando de uma forma que dá pouco ou quase nenhum resultado? Que tal fazer um intensivo de inglês de 180 dias e recuperar o tempo perdido?

Clique aqui para conhecer o curso!
_matheus_
I'm trying to improve my listening with movies and many many musics.Because listening is the more diffiicult for me.and I'm studing english about 2 years and now I'm 15 years old and I hope which in 2 years I'm gonna able to listening and write very well. :D
Duccini
It's really nice to see that everyone has (or had) to struggle against the same difficulties that I do :mrgreen:

Speaking is really difficult since you need both grammar knowledge and be used to think "in English" quite promptly. But it's awesome being understood by other people who don't speak portuguese, and of course be able to watch movies and series and get the context on the whole even though you can't understand a lot of words (and most time you do know them, but just didn't notice it was said).

I've been training hard my listening and must say it's much more difficult than I thought it would be. The progress is kind of imperceptible, but it's there.

And I don't know if it happened to you too, but I used to get pretty annoyed everytime I heard someone saying that "English is an easy language to learn".

Well, I appreciated a lot of tips given here. I'm going to try them.

Thank you all!
Donay Mendonça 62995 22 99 1527
Hello Duccini,

I think you had a reason to get annoyed about people saying that English is easy,not because it´s actually difficult but because everything takes time to learn.We´re glad you´ve made it!

Keep posting!
Henry Cunha 10210 3 16 182
Aqui e ali nesta conversa, li referencias às dificuldades de "ouvir" e entender inglês nos filmes, e lembrei-me de uma conversa que tive faz bastante tempo com um consultor didático de françês lingua segunda, em Vancouver. Êle estava comentando como a província havia introduzido, nas provas do nível secundário, cenas filmadas, das quais os alunos tinham que interpretar o françês. Ele me relatou a observação dos professores, que muitos alunos fechavam os olhos, ou não olhavam para a tela, concentrando-se só no "ouvir." Isso, concluiram, se devia ao fato de a ação visual, devido à complexidade do estímulo, trazer contexto demais -- quer dizer, até atrapalha entender o que está sendo dito. Imagino que o mesmo efeito ocorre aqui com alguns, mas que não é razão para ansiedade uma vez entendido a causa. Regards
Duccini
Henry, I don't know if what I'm about to say is true, it's only a theory that I thought of. Anyway, I've read some reviews that say when we're reading a text or sentence we don't need to read the entire word, i.e. all the letters of the word, to make us able to understand what the word means. It's said we just read the first letter, the last one, and maybe something in the middle, and then the context itself tells us which word it's.

Well, my theory is that it may be part truth about listening. Most of the time we don't listen to the conversations so well because of the noise, the people voice themselves, another sort of difficult at listenning and so forth. But I figured out that even not being able to "listen all the letters" of what is said, we can understand it using the context and the intonation.

My guess is that when you're really used to that intonation, the process of listening becomes incredible simple. It'd explain why native English speakers can understand Donald Duck sayings so well :lol:
Henry Cunha 10210 3 16 182
Hi Duccini,

Yes, I agree with you. If you´re a native speaker, so much of what you receive is already the expected and you hardly work at "decoding" all of it. Incidentally, it´s what makes proverbs and saying so interesting: they jolt you with an unexpected meaning. For example, "Time is a great teacher, but it kills all its pupils." Of course "killing time" is a common expression (matar o tempo?), reversed on us here.

For the second language learner, however, as you say, it´s a bit of a different task, because that person may actually not know all the words or expressions being said. But with some experience in global listening skills, and context, you can feel your way through the gaps. Is there a book yet by the title "Guess Your Way To Better English?"

Regards
flavioslack
Olá pessoal do english experts, estou começando a estudar inglês agora, participei do desafio de 30 dias da fabiana lara e me motivou muito a continuar estudando inglês sozinho pela internet, ela me indicou o site e achei muito bom.

Bom como eu estou começando a estudar inglês agora eu não sei nada ainda. mas uma dúvida que eu tenho é se eu ouvir muito em inglês no caso de filmes, músicas etc.. mesmo que eu não etenda. isso ajuda de alguma forma?

eu sempre estou assistindo filmes, desenhos e seriados no justin.tv, e lá os os canais que eu assisto em inglês não tem legenda nenhuma.

tambem passei a assistir a cnn pela internet.. mas como eu disse eu não compreendo nada. mas isso estaria ajudando de alguma forma?
Donay Mendonça 62995 22 99 1527
Olá Flávio,

Com certeza ajuda,todo tipo de contato com o idioma pode trazer benefícios.Acredito que no caso de ouvir muita coisa sem entender,apesar de ter seus benefícios,pode te trazer uma certa frustração,o ideal seria por exemplo você alugar um filme que gosta ou quer assistir e configurar as legendas em inglês e o áudio em português,depois as legendas em português e o áudio em inglês,dessa forma acredito haver mais proveito e mais estímulo para o aprendizado. ;)

Boa sorte!
Flavia.lm 4085 1 10 93
Hi Flavio

Definitivamente, sim! Você vai perceber que o input é extremamente importante não somente para você acostumar seu ouvido com a entonação usada pelos nativos, mas também para adquirir "sem querer" bastante vocabulário.
Mas lembre-se: não prenda-se somente ao listening; faça exercícios, estude sim a "chata" gramática, leia textos em voz alta, freqüente o fórum do EE :), etc.
Henry Cunha 10210 3 16 182
Olá Pessoal

Uma outra razão para não ficar por demais preocupado com a taxa de aproveitamento (que, ao meu ver, dificilmente se determina, de qualquer maneira), depende de entender a diferença entre RECALL (se lembrar, utilizar ativamente) e RECOGNITION (reconhecer passivamente). A nossa capacidade de ir à memória e trazer uma expressão ou termo léxico para usar num contexto é infinitamente menor do que a nossa capacidade de reonhecer o mesmo quando ouvimos (ou lemos), vindo de outros.

Steven Rose em The Future of the Brain (pp 208-09) discute esse fenômeno de maneira interessante, citando como ficamos meio perdidos quando alguem nos pede para descrever alguem que não vemos há muito tempo, pessoas que, contudo, instantaneamente reconhecemos quando encontramos. Numa experiencia (conhecida como Kim's Game), em que são mostrados, brevemente, uns vinte objetos, a maioria das pessoas só consegue se lembrar de uns doze a quinze. No entanto, numa outra famosa experiencia dos anos 50, Lionel Standing mostrou à voluntários uma série de slides ou fotos de palavras e coisas, cada uma só por alguns segundos, e, depois de dois dias, apresentou às mesmas pessoas as fotos lado a lado com outras anteriormente não vistas:

"Their task was simply to point to which of each of the pairs they had seen previously. To Standing's surprise, they were able to make almost error-free choices up to the astonishing number of ten thousand, after which presumably the experimenter got as bored as the volunteers. Even more surprisingly, the error rate did not increase with the number of slides shwn. So, unlike recall memory, recognition memory seems essentially infinite, unbounded. How can this be? No one knows."

Tudo isso para enfatizar que muito que pensamos ser tempo perdido em estudo de línguas, na verdade resulta em aquisição não percebida, mas que eventualmente produz lucros inesperados!

Regards
English Experts - eBook Leia o e-book Aprendendo Idiomas por Conta Própria e conheça as técnicas utilizadas pelos Experts para aprender idiomas. Com ele você vai aprender a aprender inglês!

Baixar uma Amostra Grátis!