That there is something that it is... - Tradução em português

Turma, tudo bem com vocês? Estou tendo um problema em traduzir o texto abaixo:

The intuitive idea behind the approach is twofold: first, that certain functions are particularly central in human life, in the sense that their presence or absence is typically understood to be a mark of the presence or absence of human life; and second – this is what Marx found in Aristotle – that there is something that it is to do these functions in a truly human way, not a merely animal way.

Como traduzo a parte "that there is something that it is to do these functions in a truly human way, not a merely animal way"?

Isso é sobre desenvolvimento humano, então o termo "functions" se referem a coisas que as pessoas devem ter para serem consideradas "seres humanos".

Abraços,

Teste de Nível Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 10 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores experientes. O resultado sai na hora e com gabarito.

Iniciar o Teste Online!
7 respostas
  Resposta mais votada
3 17 182
Diego, correto, mas o livro por Muller é simplesmente uma compilação de fontes, uma das quais é Nussbaum. Porisso Muller é identificado como "editor", e não "author".

O trecho que você citou originalmente é praticamente idêntico a este, em http://www.littlemag.com/2000/martha2.htm, onde ocorre o mesmo erro gramatical (sublinhado):

"The intuitive idea behind the approach is twofold: first, that there are certain functions that are particularly central in human life, in the sense that their presence or absence is typically understood to be a mark of the presence or absence of human life. Second, and this is what Marx found in Aristotle, that there is something that it is to do these functions in a truly human way, not a merely animal way."

Tendo em vista o original de Nussbaum, se quisermos corrigir o erro de gramática, poderia ser assim:
And second, and this is what Marx found in Aristotle, that there is a use of these functions in a truly human, and not a merely animal, way."

Em tradução: E, em segundo -- aquilo que Marx achou em Aristóteles --, que exista a utilização dessas funções de maneira verdadeiramente humana, e não meramente animal.

O problema ocorre com a expressão "that there is something that it is to do these functions" -- onde falhou completamente na gramática e uso. Eu recomendo revisar o trecho.

Obs.: Em inglês, não dizemos "to do functions". Podemos dizer "perform functions in some way", ou "use functions in a certain way."
Anúncio Cambly Gostou da dica? Agora é hora de praticar!

Utilizar o inglês em interações reais levará você à fluência mais rápido. Pensando nisso, o nosso parceiro está oferecendo 15 minutos de aula grátis, não perca essa oportunidade. O link abaixo ativa o cupom!

Cupom: 15 minutos de aula Grátis!
3 17 182
Esse seu texto acima foi derivado (pra não dizer mal 'copiado') desta fonte:

http://books.google.ca/books?id=D8IECMR ... 3A&f=false (página 320).

No original, a idéia é apresentada sem o problema gramatical que ocorre no seu texto:

"Second, and this is what Marx found in Aristotle, these functions are performed in a truly human, not merely an animal, way."
Henry, obrigado pela resposta.

Na verdade este trecho que coloquei não foi retirado do livro que você informou, mas de:

NUSSBAUM, M. Woman and Human Development: the capabilities approach. Cambridge: Cambridge University Press, 2000.

E esse que você se refere não é o original, é ele quem está citando o original. Adam Muller cita a Martha Nussbaun em seu livro, esse que você postou.

Esta citação está na minha dissertação de mestrado que estou escrevendo, e a orientadora pediu para traduzir para evitar problemas com a banca.

Como eu traduzo essa parte aí?
Não me sinto muito à vontade para criticar a gramática de Martha Nussbaum, tendo em vista que ela é uma das mulheres mais influentes no mundo contemporâneo e muito referenciada na academia, tendo vários papers publicados nas melhores revistas científicas do mundo e vários livros publicados. Como não posso mudar o que ela escreveu, então tenho que apenas traduzir essa citação.

Como você traduziria essa sequência toda? Essa última ainda acho muito "literal" não é? Em português ela fica estranha...

Abraços,
3 17 182
Agora eu entendi o problema, Diego.

Primeiro, você está certo. O seu texto, no seu primeiro post, é de Nussbaum, publicado originalmente em 2000, e aparece online em http://www.littlemag.com/2000/martha2.htm. Nesse texto, ela comete o erro já citado.

Segundo, em 2005, Muller inclui o texto dela em sua coletânea, mas corrige o erro de inglês (como um bom redator!). Veja a página 320 em http://books.google.ca/books?id=D8IECMR ... 3A&f=false.

Sugiro que você fassa uso do texto em Muller, que é o mais recente, e que passou por uma redação mais minuciosa. Devido ao formato de "Google books" não me é permitido fazer aqui um "block and paste" do texto em Muller. E acho que v não terá problemas em traduzir aquela versão.

Caso contrário, se v recopiar o texto (em Muller), eu posso ajudar com a tradução.
Anúncio Converse grátis por 15 minutos com um professor e verifique como está o seu nível de inglês. Perder o medo de se comunicar é o primeiro passo para a fluência. Cadastre-se na Cambly e experimente o método sem compromisso.

Iniciar Conversação
Henry, obrigado pela ajuda!

Vou fazer assim...

Como em banca de defesa desses negócios tem uma galera que é bem "chatinha", pode ser que alguém questione: porque você não citou o autor original? Como em trabalhos científicos temos um recurso para corrigir erros nos originais (acrescentamos o termo em latin "sic" após o erro) vou usar o original da Martha e usar o sic após o erro que você disse.

Então, qual é a melhor forma de traduzir essa citação para o português?

The intuitive idea behind the approach is twofold: first, that certain functions are particularly central in human life, in the sense that their presence or absence is typically understood to be a mark of the presence or absence of human life; and second – this is what Marx found in Aristotle – that there is something that it is to do these functions in a truly human way, not a merely animal way.

Abraços,
3 17 182
Sim, eu colocaria [sic] como visto abaixo:

The intuitive idea behind the approach is twofold: first, that certain functions are particularly central in human life, in the sense that their presence or absence is typically understood to be a mark of the presence or absence of human life; and second – this is what Marx found in Aristotle – that there is something that it is to do [sic] these functions in a truly human way, not a merely animal way.

Sugestão de tradução:

A intuição fundamentando esta abordagem apresenta dois aspectos: primeiro, que certas funções são especialmente centrais à vida humana, no sentido de que suas ocorrências ou ausências sinalizam a presença ou ausência de vida humana; e segundo -- o que Marx achou em Aristóteles -- que existe o uso dessas funções de um modo genuinamente humano, e não meramente animalesco.

Espero que ajude. Boa sorte!
Ainda precisa de ajuda? Confira algumas opções:
  1. Clique no botão "Responder" (abaixo) e faça sua pergunta sobre este assunto;
  2. Faça uma nova pergunta;
  3. Converse grátis com um professor nativo por 15 minutos: Saiba como!