Tradução de "to be the same"

Hi, guys.

Eu não entendi o "to be" nesse contexto:

(...)
- How about you, Sarah? When do you usually wake up?

- Well, I like everyday to be the same. So I wake up everyday at 8 o'clock.

Thanks!

Mais Votada Mais Votada

Avatar do usuário Telma Regina 22565 8 59 566
Provavelmente você está traduzindo "ao pé-da-letra" o que não faz sentido em português. Quando se deparar com essa situação, você deve tentar assimilar a maneira que o verbo foi usado e tentar compreender a ideia em português. Quanto mais você se aprofundar no inglês mais perceberá isso e vai chegar o momento que é melhor não traduzir mais.

I like everyday to be the same - Eu gosto que todos os dias sejam iguais / Eu gosto de uma rotina diária.
MENSAGEM PATROCINADA Aprenda dicas sobre os tempos verbais em inglês! Baixe agora o seu Guia Grátis de Tempos Verbais em Inglês. Ele contém um ótimo resumo para revisar todos os conceitos.

Clique aqui e saiba como baixar!
Thank you!

Realmente, eu ainda tenho muita dificuldade pra largar a tradução, principalmente quando surge essas frases que não dá pra entender ao pé da letra.
Avatar do usuário PPAULO 35990 4 32 631
It goes with time, MGSilva.
I don´t know your learning background, if you taking an English course, having English classes in your school, a private teacher...etc.
It´s usual, and I say from experience as well, that the learner begins gradually, step by step.
I mean, from A to B, for example from the topics, beggining from subjects, pronouns, verb to be and to have, etc. And then to more difficult topics.
Then the student goes to the real world, sites like this, where everything may come in a not neaty and ordered way, then it throws a curve to the learner (confounds and surprises the learner, I mean).

Don´t be afraid, keep studying as you are, as it is taught to you. Don´t worry, if something "out of ordinary" comes up (appears) like this one, you always can count on us.
When you least expect it, voilá! You have learned a lot of English...

Se melhora com o tempo, MGSilva.
Eu, não sei sua bagagem escolar, como e o que você estudou, se você está fazendo um curso, ou tem aulas de inglês na escola, ou se está tendo aulas com professor particular, etc.
Normalmente, e eu digo de experiência própria também, o estudante começa a estudar passo-a-passo, começando do ponto A para B, dos tópicos mais fáceis para os mais difíceis.
Começando do verbo "to be/to have", etc, e daí vai-se para os tópicos mais trabalhosos e complicados.
Entretanto (se o aluno for igual a você, ou por coincidência) o aluno vai entrar em sites como esse aqui, onde os tópicos não necessariamente vem numa ordem certinha e preestabelecida. Aí começa a confundir o aluno...
Mas não se fique alarmado ou ansioso com isso, mantenha-se estudando, da forma que você foi ensinado (do ponto A para o ponto B - mas sabendo que haverá surpresas desse tipo). Mas não se preocupe, quando algo "diferente" aparecer, você sempre pode contar conosco do Fórum.
Quando você menos esperar, pronto! Você vai ter aprendido bastante (coisas de) inglês.
Avatar do usuário PPAULO 35990 4 32 631
Para não ser mal entendido eu explico, não é que não se deva aprender do mais fácil para o mais difícil, é que às vezes se despreza o fato das línguas serem dinâmicas. Esse é um ponto.

O outro é que, no sentido contrário, pode-se dar uma carga de tempo muito grande à assuntos que talvez não sejam tão usados na prática.
De novo, não que não se deva aprender tudo, pois tudo que não aprendemos deixa uma lacuna que só pode ser preenchida especificamente com aquele aprendizado. Mas, pode-se dar espaço para "criar" e atender as necessidades do aluno, e repensar algumas coisas.
Por exemplo, há certas partes dos "questions tags" que não são tão usados (só à título de ilustração outros devem lembrar de outros pontos).
E não vale para todos os alunos, cada um vai ter uma necessidade, um que pretende apenas ir pra Orlando não é um que estuda para uma entrevista de emprego, tentar estudar lá fora etc. E até pode ser...mas não podemos assumir isso por padrão.
Por que eu fui falar nisso! Agora certamente alguns professores vão achar que eu quero polemizar! Rsss.