Wannabe,nobody,etc - Tradução em português

Olá pessoal,

Gostaria que vocês me ajudassem a traduzir uma frase um pouco... estranha

Essa frase foi provavelmente enviada de um americano para outra americana que AMA o Brasil, e no formspring dela tem mais perguntas de brasileiros do que própios americanos.

Então eu fui enviar a ela uma pergunta pessoal quando leio isso
Why are you such a nasty whore? No one likes you we all think your an wanna be brazilian nobody!

Eu confesso que entendi algumas coisas como "Porquê você é uma **** n sei oqq.." Ninguém gosta de você..

AGora não entendi -> we all think your an wanna be brazilian nobody

Poderiam traduzir a frase toda por favor ? Obrigado !

Anúncio Você tem medo de falar inglês? - Se você já estudou inglês mas ainda se sente inseguro(a) saiba que o primeiro passo é se expor ao idioma. Converse grátis por 15 minutos com um professor de inglês nativo, você vai se surpreender o quanto isso pode fazer a diferença.

Começar agora!
7 respostas
Marcio_Farias 1 23 214
Mas agora vai.

"we all think your an wanna be brazilian nobody" = "todos nós pensamos que você tem pretensões de se tornar uma ninguém brasileira"

ou melhor, equivale a "... não passa de uma metida a brasileira".

SMJ
renatho 1
Cara , Para mim eu posso estar errado mais essa frase ficou assim:

Why are you such a nasty whore? No one likes you we all think your an wanna be brazilian nobody!
( Por que você é uma prostituta tao desgradavel? Ninguem gosta de você , Todos nos pensamos que ninguem quer ser brasileiro.)

Esse final soaria assim pra mim ( Todos nos pensamos que ninguem quer ser brasileiro.) ( acho que esse final possa estar errado mais e assim que ficaria pra mim)

Vou perguntar meu professor americano para ver o que ele acha dessa frase.

Mais a do marcio e mais aceitavel. hehe.


see you later.
bye..
"wanna be brazilian" é algo como "quero ser brasileira"...
"Wanna be sb" é "quero ser xxx"
Dá pra fazer essa construção com praticamente qualquer coisa...

"Wannabe/wanna be rockstar"
"Rockstar wannabe/wanna be"
A frase ficaria assim...
"we all think your an wanna be brazilian nobody! "
"Todos nós pensamos que você é uma ninguém "quero ser brasileira"..."

Mas a frase do Márcio ficou muito boa...
E até aconselharia, pois mantém o sentido pejorativo...
Metida a brasileira...
Todos nós pensamos que você é uma ninguém metida a brasileira...
renatho 1
è a frase do marcio faz mais sentido.
Ignore o resto da minha frase ahuahauh.


see you
take care
Donay Mendonça 22 102 1.5k
Olá Iguitars,

Acrescentando...

Se um americano enviou esta frase para uma americana que AMA o Brasil,eu traduziria assim:

"Why are you such a nasty whore? No one likes you, we all think your an wanna be brazilian nobody."
Por que você é uma "whore" tão antipática?Ninguém gosta de você,todos nós achamos que você fica aí querendo ser uma brasileira "zé ninguém".

*Não traduzi "whore" por questão de educação.Mas este americano ainda é daqueles que acham que brasileiro não é nada...É tudo uma questão de tempo....Eles vão ver....

Boa sorte pessoal
.
Teste de Nível Faça um teste de inglês e descubra seu nível em 10 minutos! Este teste foi desenvolvido por professores experientes. O resultado sai na hora e com gabarito.

Iniciar o Teste Online!
(!) Before I try my elevation to sainthood, let me play here as a devil’s advocate...
“WHY ARE YOU SUCH A NASTY WHORE?... WE ALL THINK YOUR AN WANNA BE BRASILIAN NOBODY.”

Entro hoje no FORUM para escrever a respeito da frase ou “sentença” acima. É um assunto realmente “nasty”, mas que, devido à natureza deste site, precisa ser interpretado e desenvolvido — da melhor maneira possível, ou seja, menos vulgar. Confesso que me senti muito incomodado com aquele tipo de “crítica inglesa” a uma mulher inglesa que “ama o Brasil”.

No início achei que o autor da frase era não só um sujeito preconceituoso e limitado, era um imbecil. Depois, na medida em que analisava e procurava entender suas palavras, percebi que ele tinha algumas “razões culturais” para pensar daquele modo.

É certo que no geral os seres humanos são absurdamente incoerentes. Em todas as nações deste nosso mundo ainda dominado por homens, estes sempre souberam que, a despeito de suas importâncias masculinas, o futuro do seu país ou do seu povo estava nos úteros de SUAS MULHERES... E ao contrário de exaltá-las por isso, pondo-as confortavelmente nas mais elevadas e respeitáveis posições sociais, o que fizeram foi dominá-las, para controlá-las, e o que ainda tentam fazer é intimidá-las...

Para isso, então, um dos artifícios usados por eles foi introduzir na palavra prostituta (whore or that old-fashioned “a female prostitute”) enormes cargas negativas, insuportavelmente ofensivas, ligadas ao que pudesse ser pior do que a idéia religiosa de infiel, “promiscuous, immoral...”.

Assim, embora seja difícil dar conotação elevada a um assunto tão baixo, sinceramente não consegui ver naquela frase a palavra “prostituta” usada no seu sentido tradicional: uma mulher que vende o seu corpo ou se dá sexualmente por dinheiro. Eu penso, de acordo com a cultura inglesa mais radical (aquela que não consta em dicionários), que ali a palavra “whore” foi usada para designar uma mulher que se oferece profissionalmente a estrangeiros, de certo modo vendendo sua “nacionalidade” junto à sua linguagem e cultura, quando então, declaradamente, “trai o seu país”, no caso após proclamar o seu amor por outro país: o Brasil.

(E se ela dissesse àquele sujeito que amava os dois países e que continuava a amar o seu país? Nem assim ele aceitaria? Por quê? Porque não se pode amar a “dois senhores ao mesmo tempo”?... Incrível, não é?! Nós mesmos, brasileiros, já demos a nossa contribuição para o entendimento disto: “Brasil, ame-o, ou deixe-o!...”)

“... your an wanna be brasilian nobody”... (!) Difícil analisar palavras escritas por um imbecil. E o que nos resta é o sacrifício de tentar compreender o que ele quis dizer com “brasileira ninguém”; isto é, no caso, pelo que suponho, sem identidade real (ou original), uma pessoa descaracterizada por negar sua origem — outra vez pelo que suponho — na tentativa de se passar por uma mulher brasileira (“latina”, não?!) Ou ele não seria capaz de pensar assim?...
Assim ou de qualquer modo me parece que a declaração de amor daquela mulher pelo Brasil soou para o sujeito como um tipo de “traição”, despertando “nele” o sentimento que pode ser classificado como realmente “nasty”.

Enfim, quem quiser compreender uma situação como esta, precisará elevar seu espírito, a ponto de se tornar capaz de entender o sentimento de amor..., que sem dúvida para nós, humanos, é universal: não tem clara percepção de nacionalidade, porque não tem uma natureza que possa ser limitada geograficamente: por fronteiras de mares ou muros.

Bom. Parece-me que os ingleses têm enraizado em suas mentes a convicção de que “amar o seu país” é mais do que uma obrigação patriótica, é uma questão de sobrevivência... Eles têm lá suas razões. Mas, quanto a mim, em especial nesta hora, tenho certeza de que o amor vai além de um país... Ora. Não é o que se prova aqui?...

De fato eu não entendo por que questão como aquela é ainda levantada..., considerando que especialmente os USA e o Brasil, desde os seus descobrimentos, foram transformados em duas verdadeiras “Arcas de Noé”, em relação aos seres humanos, é claro. Por aqui e por lá se abrigaram e ainda se abrigam pessoas de todas as raças vindas de todos os cantos do “velho mundo”. (...) Nós brasileiros, em especial, temos verdadeira adoração por estrangeiros..., but don’t take it too far!!!...

E assim todos nós — povos das Américas — precisamos nos unir para finalmente estabelecer como legítimo aquele conceito de O NOVO MUNDO.

(!) Imaginem. Escrevi tudo isso para simplesmente endossar o meu agradecimento àquela corajosa mulher — seja ela quem for — por amar o Brasil..., por amar.
Donay Mendonça 22 102 1.5k
Olá Lanier,

Ok.Fica dado o recado.Seu texto ficou muito bem elaborado por sinal.


Welcome to the Fórum
!
Ainda precisa de ajuda? Confira algumas opções:
  1. Clique no botão "Responder" (abaixo) e faça sua pergunta sobre este assunto;
  2. Faça uma nova pergunta;
  3. Converse grátis com um professor nativo por 15 minutos: Saiba como!